Whatsapp
Em 03/07/2019 07h17 , atualizado em 03/07/2019 07h17

Inep abre inscrições para trabalhar como fiscal no Enem 2019

Notícias

Para ser certificador no Enem 2019 é necessário ser servidor público federal ou professor da rede estadual ou municipal de ensino. Por Giullya Franco
Crédito: Gabriel_Ramos / Shutterstock.com
Crédito: Gabriel_Ramos / Shutterstock.com
PUBLICIDADE

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) abriu nesta quarta-feira, 3 de julho, o período para os interessados em trabalhar na aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 se cadastrarem na seletiva. O prazo vai até o dia 22 de julho e podem se inscrever quem for servidor público federal ou professor da rede estadual ou municipal de ensino.

Inscreva-se para trabalhar no Enem 2019

Para realizar a inscrição o interessado deve se cadastrar no sistema da Rede Nacional de Certificadores (RNC) e, posteriormente, se cadastrar para trabalhar no Enem 2019. Quem já possui o cadastro deve atualizar as informações ou realizar a inscrição diretamente.

Quem pode se inscrever?

Para atuar como certificador no dia aplicação das provas do Enem, os candidatos precisam se encaixar nos seguintes critérios:

  • Ser servidor público, em exercício em 2019, do Poder Executivo Federal regido pela Lei nº 8.112 ou docente da rede estadual ou municipal de ensino efetivo e registrado no Censo Escolar 2018;
  • Ter formação mínima em Ensino Médio;
  • Não estar inscrito como participante do Enem 2019;
  • Não ter cônjuges/companheiros ou parentes – em linha reta, colateral ou por afinidade de até terceiro grau – inscritos no Enem 2019;
  • Não ter vínculo com as atividades do processo logístico de elaboração, impressão, distribuição e aplicação ou de observação da aplicação do Enem e nem com o processo de correção da redação.

Saiba mais: Como ser fiscal de prova do Enem

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Seletiva

Após a inscrição realizada, o Inep vai divulgar, no dia 6 de agosto, os candidatos aptos para participar do curso de capacitação. Os classificados precisam ter um smartphone ou tablet com acesso à internet móvel e computador para a realização do curso de capacitação.

Essa atividade é promovida pelo Inep para divulgação das normas, procedimentos e critérios técnicos da RNC para a aplicação do Enem 2019 e é obrigatória para todos os convocados.

Como será o trabalho?

Nos dias da prova do Enem, 3 e 10 de novembro, os certificadores terão a função de atuar como representantes do Inep em todos os locais de prova e serão responsáveis por conferir os procedimentos de aplicação do exame.

O trabalho será remunerado e o valor pago é de R$ 342, sendo R$ 28,50 por hora de trabalho. O pagamento ocorrerá após a aplicação do Enem 2019 e será condicionado à apresentação do Relatório de Certificação e à finalização da demanda via sistema web ou aplicativo da RNC. A remuneração será feita por meio de Gratificação por Encargo de Curso ou Concurso (GECC), no caso dos servidores do Poder Executivo Federal, e por Auxílio Avaliação Educacional (AAE), no caso dos docentes das redes públicas de ensino.

Enem 2019

Mais de 5 milhões de estudantes estão inscritos no Enem 2019. As inscrições foram recebidas entre 6 e 17 de maio e as provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro.

O resultado do Enem 2019 será divulgado em janeiro de 2020 para os estudantes que terminaram o Ensino Médio. Os participantes que não concluirão o Ensino Médio em 2019 terão acesso às notas apenas em março de 2020.

Para mais informações acesse o Site do Inep ou consulte o edital.

Relacionados
Confira a seleção de filmes que têm como temas momentos importantes da história e que geralmente são cobrados em provas de vestibulares e no próprio Enem.
O Portal Brasil Escola, parceiro do UOL, transmite no próximo domingo, 16 de junho, o primeiro aulão ao vivo para o Enem 2019.
A edição de 2019 do Enem terá o menor número de participantes dos últimos nove anos. Apenas 5.095.308 tiveram a inscrição confirmada após o pagamento da taxa.
Cerca de 2,9 milhões de candidatos receberam a isenção no Enem 2019. Na edição anterior o número foi de 3,5 milhões.
Termina nesta segunda-feira o período de inscrição para quem deseja trabalhar no Enem 2019. Valor pago é de R$ 342, sendo R$ 28,50 por hora de trabalho.
O MEC anunciou hoje (3) a aplicação do Enem Digital para 2020. Provas serão realizadas em 11 e 18 de outubro para 50 mil estudantes.
Confira as mudanças no Enem 2019. Aumento da taxa, inscrições interativas, capacitação de pessoal, coleta digital, entre outras.
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES