Whatsapp
Em 13/05/2014 09h29 , atualizado em 29/09/2015 11h13

Engenharia de Mobilidade e Transportes

Profissões do Futuro

O curso de Engenharia de Mobilidade forma profissionais capacitados para atuar na infraestrutura rodoviária, aérea e portuária. Por Letícia de Oliveira Januário
Engenharia de Mobilidade
Engenharia de Mobilidade
PUBLICIDADE

Estima-se que o Brasil tenha em média 45 milhões de carros e 18 milhões de motocicletas, isso é equivalente a um automóvel para cada quatro habitantes e uma moto para cada 11 pessoas. Com toda essa frota é necessário que exista profissionais que pensem em novas possibilidades para otimizar o transporte urbano, foi com essa finalidade que surgiu o curso de Engenharia de Mobilidade ou Engenharia de Transportes.

É uma área nova, porém muito promissora no Brasil, na qual falta engenheiros em todos os campos. Há em todo o país a urgência de soluções para a infraestrutura na área de transportes, fazendo o curso de Engenharia da Mobilidade – que também pode ser encontrado como mobilidade Urbana ou Transportes Urbanos – extremamente necessário.

O curso de Engenharia de Mobilidade forma profissionais capacitados para atuar em projetos de construção e duplicação de estradadas, monitoramento, manutenção e renovação da infraestrutura ferroviária, projetos de sinalização e operação dos elementos componentes dos veículos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A atuação neste ramo também se tornou muito importante através dos investimentos governamentais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que envolve infraestrutura em energia, transporte, saneamento e habitação.

A graduação em Engenharia de Mobilidade tem duração média de cinco anos. A maioria dos cursos oferecidos no país mescla disciplinas básicas de engenharia com outras especificas de Engenharia de Mobilidade, como Cálculo Diferencial e Integral I, Estatística, Termodinâmica, Transportes de Cargas, Mobilidade e Planejamento Urbano Ambiental e Controle de Tráfego.

Na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Joinville, o bacharelado interdisciplinar (BI) em Mobilidade tem duração de 3 anos, podendo fazer após o termino cursos opcionais como Engenharias Aeroespacial, Automotiva, de Infraestrutura, de Transportes e Logística, Ferroviária e Metroviária, Naval e Mecatrônica. 

Salário inicial: R$ 4.500 por 6 horas diárias 

Instituições de Ensino
Região Centro-Oeste
Goiás: IFG

Região Sudeste
Minas Gerais: Unifei

Região Sul
Santa Catarina: UFSC

Artigos Relacionados
O profissional da Informática Biomédica atua no diagnóstico das dificuldades surgidas na área da saúde e na proposta de soluções.
O curso Técnico em Portos prepara o estudante para atuação na indústria naval brasileira.
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES