Topo
pesquisar
Em 04/12/2007 08h52, atualizado em 26/09/2019 16h18

Educação Física

Guia de Profissões

Educadores físicos são responsáveis por promover o bem-estar e a saúde das pessoas por meio de atividades físicas. Por Giullya Franco
Discóbolo de Míron é o símbolo do curso pela representação da vitalidade e perfeição dos movimentos corporais.
Discóbolo de Míron é o símbolo do curso pela representação da vitalidade e perfeição dos movimentos corporais.
PUBLICIDADE

O curso de graduação em Educação Física é voltado àqueles que desejam se profissionalizar em auxiliar pessoas por meio da prática de atividades físicas, proporcionando mais saúde e qualidade de vida aos indivíduos.

A graduação tem duração de quatro anos e pode ser cursada como licenciatura ou bacharelado. Durante o período de formação, o estudante vai estudar campos da Saúde como fisiologia, ortopedia e anatomia, mas também vai aprender sobre estatísticas, marketing, administração, modalidades esportivas em geral, entre outras áreas. E, para os que optarem pela licenciatura, ainda têm as disciplinas relacionadas ao processo pedagógico.

Durante os oito períodos (tempo estimado para a conclusão do curso), o estudante é introduzido nas disciplinas de Anatomia, Bioquímica, Saúde Pública, Prática Esportiva, Noções de Estatísticas, Microeconomia e muitas outras. 

Além disso, para proporcionar ao estudante o conhecimento prático da área de trabalho, o curso exige o cumprimento do estágio supervisionado obrigatório. O estágio geralmente começa na metade do curso, quando o aluno já tem conhecimento de algumas funções da profissão e está pronto para ter contato com a experiência e conhecimentos do campo de atuação profissional. Esse momento é muito importante para a aprendizagem e desenvolvimento do estudante na prática.

Quando formado, o educador físico, como é chamado o profissional de Educação Física, encontra um mercado com várias possibilidades de atuação. Ele pode fazer trabalho individual ou coletivo, trabalhar com várias faixas etárias, desde crianças a idosos, além de ter a oportunidade de exercer sua profissão em academias, escolas, clubes esportivos e até mesmo em empresas.

Veja: Flexibilidade e Alongamento

Bacharelado x Licenciatura

Quem decide cursar Educação Física tem a opção de escolher entre duas formas de graduação: o bacharelado e a licenciatura. Veja a diferença:

Licenciatura: Nesta forma de graduação, o profissional vai contar com disciplinas para direcioná-lo a atuar na área de educação. A grade conta com disciplinas que estão relacionadas ao processo pedagógico, psicologia, socialização, entre as outras que são ligadas às áreas físicas. Quando formado, ele ficará apto a dar aulas da disciplina de Educação Física em escolas, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio.

PROFESSOR EDUCAÇÃO FÍSICA
Profissionais com licenciatura são preparados para oferecer aulas de Educação Física em escolas.

Bacharelado: O estudante que optar pelo bacharelado vai ter em sua grade disciplinas voltadas para a prática de atividades físicas. Durante os quatro anos de curso, ele vai estudar modalidades esportivas, como futebol, natação, voleibol, dança e muitas outras, além de entender sobre a fisiologia do corpo humano e também modos de administrar o seu trabalho quando formado.

PERSONAL TRAINER
Uma das opções de trabalho do bacharel é como Personal Trainer.

Os universitários podem optar por ficar mais tempo na faculdade para cursar a licenciatura e o bacharelado juntos. Assim, o profissional com as duas habilitações pode ampliar, além das suas áreas de conhecimento, o seu campo de trabalho.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mercado de Trabalho

O cuidado com a saúde e bem-estar tem ganhado, cada vez mais, a atenção e preocupação das pessoas, tanto aqueles relacionados à parte estética quanto à saúde. Com isso, o profissional de Educação Física também acabou ampliando suas possibilidades de trabalho, indo além do personal trainer de academias.

ATIVIDADE FÍSICA
Mercado de trabalho é amplo para os profissionais de Educação Física.

Veja dicas de locais que um educador físico pode trabalhar:

Academias: Todas as academias possuem professores de Educação Física que são responsáveis por auxiliar os alunos durante seus treinamentos para evitar lesões e obter melhores resultados. Além dos apoios individuais, nas academias os professores são responsáveis por aulas coletivas de ginástica, dança, spinning, lutas e outras modalidades.

Clubes Esportivos: Para melhora na condição física de muitos atletas, independente da modalidade que ele pratique, muitas equipes esportivas têm seus preparadores físicos que são responsáveis pelo desenvolvimento do condicionamento físico para um melhor desempenho durante competições.

Empresas: Algumas empresas, independente do segmento, oferecem para seus funcionários programas de ginástica laboral visando a promoção da saúde no local de trabalho. Com isso, profissionais de Educação Física são contratados para prestar o serviço nesses locais.

Mais: Dia do Profissional de Educação Física

Escolas: Como disciplina obrigatória nas escolas, os profissionais de Educação Física licenciados podem dar aulas em escolas, desde o Ensino Infantil até o Ensino Médio. Nas escolas eles são responsáveis por incluir a prática de atividades físicas na rotina dos alunos.

Personal Trainer: Auxilia pessoas na prática de atividades físicas, seja para melhora estética, recuperação de lesões, ganho de resistência, fortalecimento muscular e um melhor preparo físico. Nesta opção de trabalho, o profissional, na maioria das vezes, trabalha por conta própria e realiza as aulas em academias ou espaços específicos de treinamento.

Turismo: Esse é um dos setores mais novos de atuação dos profissionais de Educação Física. Nesta área, eles têm a possibilidade de trabalhar em pousadas, resorts e hotéis para promover a recreação dos hóspedes, desenvolver brincadeiras e planejar atividades de lazer.

Salário

Segundo o site da agência de empregos Catho, a média salarial de um professor de Educação Física é R$ 1.600. O salário de um personal trainer varia conforme a quantidade de clientes e o nível de qualificação do profissional.


Instituições de Ensino

Região Sudeste
Espírito Santo: UFES; UniSales; São Camilo
Minas Gerais: UFMG; UFOP; UFU; UFJF; UFLA; UFSJ; UFTM; UFVJM; UFV; Unimontes; IFSuldeMinas; IFSEMG; PUC-Minas; Uni-BH; UNEC; Estácio de Belo Horizonte
Rio de Janeiro: UFRJ; UFF; UFRRJ; UERJ; UVA; UGF; Universo
São Paulo: USP; Unicamp; Unifesp; UFSCar; Unesp; PUC-SP; PUC-Campinas; Mackenzie; UniABC; Metodista; USCS; UniTau; UNIFEV; UNIP; UnG

Região Norte
Acre: UFAC; FAB
Amazonas: UFAM; UEA; UNIP; Ulbra; UniNorte
Amapá: UNIFAP; CEAP
Pará: UFPA; UEPA
Rondônia: UNIR; Ulbra
Roraima: UERR; IFRR
Tocantins: CEULP; FAHESA

Região Nordeste
Alagoas: UFAL; Estácio de Alagoas; CESMAC
Bahia: UFBA; UFRB; UESB; UESC; UEFS; UNEB; UCSal; FAS; FARB
Ceará: UFC; URCA; UVA; UECE: IFCE; UniFor; Estácio do Ceará
Maranhão: UFMA; UNDB; FAESF
Paraíba: UFPB; UEPB
Pernambuco: UFPE; UFRPE; Univasf; UPE; FMN; FG; ASCES
Piauí: UFPI; UESPI; NOVAFAPI
Rio Grande do Norte: UFRN; UERN; UnP; FARN
Sergipe: UFS; UNIT

Região Centro-Oeste
Distrito Federal: UCB; UCB; UNIP; UNICEUB
Goiás: UFG; UEG; PUC-Goiás; UNIP; UniEvangélica
Mato Grosso do Sul: UFMS; UFGD; UEMS; UCDB; UNIGRAN; AEMS
Mato Grosso: UFMT; Unemat; Faculdade La Salle; UNIVAR; UNIC

Região Sul
Paraná: UFPR; UTFPR; Unioeste; UENP; Unicentro; UEPG; UEM; UEL; IFPR; PUCPR; UP; UTP; UNOPAR; UniBrasil; FAG; FAE
Rio Grande do Sul: UFRGS; Unipampa; UFPel; UFSM; FURG; UNISC; PUCRS; UPF; UCS; Unisinos; Feevale
Santa Catarina: UFSC; UDESC; FURB; UNOChapecó; UNIFEBE; UNESC; UNOESC; UniSul; UniVale

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola