Whatsapp
Em 04/12/2007 02h07 , atualizado em 28/04/2022 17h40

Serviço Social

Guia de Profissões

Os assistentes sociais atuam no atendimento da população para garantir direitos fundamentais e justiça social. Por Lucas Afonso
A faculdade de Serviço Social tem como propósito formar assitentes sociais aptos e críticos a fim de encarar questões sociais
Um dos trabalhos do assistente social é realizar visitas domiciliares
Crédito da Imagem: DGLImages / Shutterstock
PUBLICIDADE

Serviço Social é a área responsável pelo atendimento de demandas da sociedade com o objetivo de reduzir as desigualdades e garantir o acesso à educação, saúde, alimentação, moradia, emprego, entre outros direitos fundamentais. O profissional com essa formação é o assistente social, que atuará diretamente em projetos, iniciativas e políticas públicas direcionadas ao atendimento dos direitos sociais.

Entre outras atribuições, o assistente social é quem realiza visitas a domicílios, asilos, creches, orfanatos, escolas e hospitais para assegurar o bem-estar físico, mental e social de grupos e indivíduos. Em geral, os assistentes sociais trabalham em órgãos públicos.

O surgimento da área profissional do Serviço Social no Brasil ocorreu na década de 1930, durante o início do processo de industrialização e urbanização, em especial na Era Vargas. Diante do crescimento das mazelas sociais e das transformações, houve um reconhecimento da importância de um profissional que atendesse às demandas da comunidade.

Em 1993 é instituído o Código de Ética da profissão, enfatizando o compromisso com a democracia, bem como o acesso aos direitos civis, políticos e sociais. A prática é orientada a partir de princípios da Constituição Federal de 1988. Atualmente, o Brasil é o segundo país no mundo com o maior número de assistentes sociais, atrás apenas dos Estados Unidos.

O curso

A formação em Serviço Social é de grau bacharelado e possui duração de quatro anos. A oferta dos cursos ocorre tanto no formato presencial quanto a distância. Entre os temas abordados na graduação estão: direitos humanos, antropologia, discussões sociológicas, família, educação, desenvolvimento econômico, entre outros.

É fundamental que o estudante se interesse pelas pautas sociais e por temas sobre a realidade que marca as vivências em sociedade. As discussões que trabalhem o senso crítico e de justiça social dos estudantes estão presentes nas atividades propostas ao longo da formação. Na prática, a partir das reflexões sobre as diferentes questões sociais é necessário que os estudantes apresentem proposições e alternativas de intervenção profissional.

A formação preza pela humanização dos processos e vivências coletivas. Nesse sentido, a preocupação com os problemas sociais que são marcados na maioria das vezes pela desigualdade e vulnerabilidade de grupos sociais, deve fazer parte da rotina e das atitudes do graduando em Serviço Social.

Os conteúdos teóricos são essenciais para fundamentar uma base de conhecimento necessária para que o futuro profissional possa ter condições de atuar no mercado de trabalho. Entretanto, a carga prática do curso garante vivências importantes tais como as proporcionadas em estágios, projetos de extensão, programas de iniciação científica, trabalhos desenvolvidos nas próprias disciplinas do curso, entre outras atividades curriculares e extracurriculares.

Para atuar no mercado de trabalho é necessário que o egresso do curso assim que formado se registre no Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) do seu estado.

Algumas disciplinas do curso

    • Sociologia
    • Filosofia
    • Psicologia Social
    • Língua Portuguesa
    • Teoria Econômica
    • Política Social
    • Economia Brasileira Contemporânea
    • Antropologia Cultural
    • Filosofia Social e Política
    • Serviço Social e Subjetividade
    • Seguridade Social
    • Processos Comunitários e Mobilizações Sociais
    • Estatística Social
    • Pesquisa em Serviço Social
    • Direito e Legislação Social
    • Planejamento em Serviço Social

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mercado de trabalho

A demanda por assistentes sociais está em crescimento no Brasil. Entre os fatores que justificam a procura estão a preocupação maior com a qualidade de vida no espaço do trabalho, que faz com que empresas e instituições contratem esses profissionais, bem como os problemas sociais existentes no país. A realidade brasileira marcada por dificuldades e desigualdades econômicas, culturais e sociais provoca uma demanda da profissão em diferentes espaços.

São vários os campos de atuação dos egressos em Serviço Social, entre eles: universidades; escolas; organizações não governamentais (ONGs); projetos sociais; hospitais; órgãos públicos como prefeituras, ministérios, os Caps’s (Centro de Atenção Psicossocial), Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), Creadh (Centro de Reabilitação e Apoio ao Desenvolvimento Humano), entre outros.

O concurso público é uma possibilidade de ingresso desses profissionais em trabalhos formais, já que o setor composto por diferentes espaços e instituições públicas apresenta crescente demanda para a área. A maioria das vagas é destinada ao setor público que também chega a pagar 11% a mais do que o setor privado.

Áreas de atuação

Os assistentes sociais podem trabalhar nas seguintes áreas:

  • Orientação de pessoas e grupos quanto a seus direitos em órgãos públicos;
  • Planejamento, execução, coordenação e avaliação de programas e iniciativas sociais;
  • Consultoria e assessoria de instituições públicas, privadas e não governamentais, bem como nos movimentos sociais;
  • Ensino e pesquisa em instituições de ensino superior;
  • Projetos em centros de pesquisas sociais;
  • Realização de procedimentos de avaliação socioeconômica de indivíduos para acesso a benefícios sociais;
  • Atendimento e acolhimento em espaços hospitalares;
  • Atendimento em centros de assistência estudantil em escolas nos níveis básico, médio e superior;
  • Realização de vistorias, perícias, laudos e pareceres técnicos sobre serviços sociais;
  • Treinamento e supervisão de estagiários;
  • Direção e coordenação de unidades de ensino e cursos de Serviço Social.

Salário

Atualmente, a média salarial de um assistente social no Brasil, de acordo com a plataforma Catho, é de R$2.478,21.

Faculdades de Serviço Social

Região Centro-Oeste
Distrito Federal: UnB, UCB.
Goiás: PUC-Goiás, UFG.
Mato Grosso: UFMT, UNIC, Univar.
Mato Grosso do Sul: Unigran, AEMS, UCDB.

Região Nordeste
Alagoas: UFAL, IESC.
Bahia: UFBA, UFRB, UCSal, Estácio, FARB.
Ceará: IFCE, UECE, FAC.
Maranhão
: UFMA, FAMA
Paraíba: UFPB, UEPB, UFCG, FAFIC
Pernambuco: UFPE, Unicamp, Asces.
Piauí: UFPI, Faculdade CET
Rio Grande do Norte: UERN, UFRN.
Sergipe: UFS.

Região Norte
Acre: IESAcre, FAAO
Amazonas: UFAM, UniNorte, Ulbra, UNIP.
Amapá: IMMES
Pará: UFPA, Unama.
Roraima: Uerr.
Tocantins: UFT

Região Sudeste
Espírito Santo: UFES, Emescam, Salesiano do ES.
Minas Gerais: UFU, PUC-Minas, Uemg, UFJF, Unimontes, UFVJM, UFTM, UFOP, Unifenas, FAVAG, ESUV, Uni-BH.
Rio de Janeiro: Estácio, UFF, PUC-Rio, UERJ, UFRJ, Unigranrio, UniRio.
São Paulo: PUC-Campinas, Unesp, PUC-SP, Unifesp, UNITAU, USF, UNIP, UnG, FIAETPP, UniÍtalo.

Região Sul
Paraná: PUCPR, UEL, UEPG, Unioeste, Unicentro, UEM, UFPR.
Rio Grande do Sul: Ulbra, PUCRS, UNISINOS, UFRGS, UFSM, Unipampa.
Santa Catarina: Furb, UFSC.

Cursos a distância

Estácio, Unip, Unyleya, Cruzeiro do Sul, Unicesumar, Anhanguera, Metodista, Unigran, Uniasselvi, Anhembi Morumbi, UniBTA.

Artigos Relacionados
Professora no curso de Serviço Social da Faculdade Anhanguera de Cascavel conta como é o cotidiano profissional de um Assistente Social.
Saiba o que faz um psicólogo, em quais áreas atua e como é o curso de Psicologia. Psicologia estuda a relação da mente com o comportamento humano.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES