Whatsapp
Em 28/06/2022 16h38

Livros para o Vestibular Fuvest 2023 e 2024

Fuvest

A relação traz clássicos como “Quincas Borba”, de Machado de Assis, e poesias de Carlos Drummond de Andrade. Por Lucas Afonso
Obras literárias da Fuvest
Processo seletivo conta com doze obras diferentes nos anos de 2023 e 2024.
PUBLICIDADE

A Fundação Universitária Para o Vestibular (Fuvest) já definiu quais serão as obras literárias a compor as provas do processo seletivo da Universidade de São Paulo (USP) para ingresso em 2023 e 2024.

A divulgação da relação de obras é feita pela Fuvest a cada três anos. Esses livros serão cobrados em questões das provas de Língua Portuguesa e Literatura.

Confira as obras elencadas para os Vestibulares 2023 e 2024

Vestibular 2023

Poemas Escolhidos – Gregório de Matos

A obra é um compilado de poesias de Gregório de Matos, principal representante do Barroco no Brasil, no século XVII. O livro é dividido em três temas: lírico, satírico e religioso. É fundamental saber do contexto histórico em que viveu o autor para poder compreender os poemas. Marcam seu texto características como a sátira e crítica à Igreja Católica.

Quincas Borba – Machado de Assis

A obra de Machado de Assis conta a história de Rubião, que herda os bens de seu falecido amigo com a condição de cuidar do seu cão, ambos com o nome de Quincas Borba. A narrativa é um romance realista que se passa na cidade do Rio de Janeiro no século XIX. Com uma crítica à burguesia, o autor utiliza no texto tons de ironia e pessimismo.

Alguma poesia – Carlos Drummond de Andrade

Publicado em 1930, essa é a obra de estreia do autor mineiro. As poesias de Carlos Drummond de Andrade deste livro representam uma transição da primeira para a segunda fase do modernismo. Os textos poéticos provocam uma ruptura com a tradição, na estrutura, na linguagem e nas escolhas temáticas dos poemas. O conjunto de 49 textos são compostos por humor, sentimentalismos e uma reflexão à existência humana.

Angústia – Graciliano Ramos

A obra Angústia, de Graciliano Ramos, é um romance narrado por Luís da Silva, que é servidor público e escritor. Em uma espécie de autoanálise, a obra é construída a partir de uma narrativa psicológica que não é linear e envolve um fluxo de consciência. Nesse sentido, o alagoano Graciliano Ramos apresenta um monólogo interior do personagem que é essencialmente permeado pelo sentimento da angústia, o eixo central do livro.

Mensagem – Fernando Pessoa

O escritor português Fernando Pessoa traz neste livro de poemas um evidente nacionalismo, diante do heroísmo e grandeza de Portugal ressaltados pelo eu lírico. O livro Mensagem é dividido em três partes: Brasão, Mar português e O encoberto. Acontecimentos históricos marcantes como fundação da capital portuguesa Lisboa compõem os poemas de Pessoa.

Terra Sonâmbula – Mia Couto

A obra moçambicana retrata a guerra civil com a história de Muidinga, Tuahir e Kindzu. A partir do livro, o leitor conhece aspectos da cultura moçambicana por meio de um olhar lírico como também crítico. Os elementos fundamentais são o sonho e a realidade. O autor Mia Couto evidencia as questões que marcaram os dias de guerra, as lutas e os sonhos deste tempo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Campo Geral – Guimarães Rosa

A novela do escritor mineiro Guimarães Rosa apresenta o menino Miguilim, que mora no interior de Minas Gerais. Os fatos são evidenciados pelo narrador a partir da perspectiva do protagonista. Apesar de criança, Miguilim traz consigo reflexões existenciais complexas para sua idade. Entre as principais características do livro Campo Geral estão o lirismo e o regionalismo.

Romanceiro da Inconfidência - Cecília Meireles

Fazem parte da narrativa em versos de Cecília Meireles os fatos que marcaram a Inconfidência Mineira. Entre os personagens que estão na ficção está a figura de Tiradentes. O livro Romanceiro da Inconfidência conta com 85 romances ou poemas de caráter narrativo. A obra faz parte da segunda fase do modernismo, conhecida como “fase da reconstrução”.

Nove Noites – Bernardo Carvalho

O romance contemporâneo Nove Noites parte de um fato, o suicídio do antropólogo americano Buell Quain que ocorreu no Brasil, durante o Estado Novo. São dois narradores-personagens que contam a história em épocas diferentes, um é o Manoel Perna amigo do antropólogo e o outro não é identificado, o que pode ser confundido com o próprio autor. Com aspectos de um romance jornalístico, a obra de Bernardo Carvalho é cercada de mistérios.

Vestibular 2024

Marília de Dirceu - Tomás Antônio Gonzaga

Dividido em três partes, publicadas em tempos diferentes (1792, 1799 e 1812), a obra Marília de Dierceu é essencial para compreender o arcadismo brasileiro. A narrativa de Tomás Antônio Gonzaga é composta por um extenso poema autobiográfico. Os versos mostram o amor proibido entre Maria Joaquina Dorotéia Seixa e o próprio poeta, que se coloca nos versos como o pastor Dirceu.

Nós matamos o cão tinhoso! – Luís Bernardo Honwana

A obra foi publicada em 1964, ano que iniciou a luta pela independência de Moçambique de Portugal. Entre os temas abordados no livro de contos pelo autor moçambicano estão o racismo, a violência contra a mulher, o desrespeito ao idoso e a segregação oriunda da colonização. O texto desperta um sentimento anticolonial em meio à opressão a que o país foi submetido.

Dois irmãos – Milton Hatoum

A história gira em torno dos gêmeos Yaqub e Omar, de origem libanesa que moram em Manaus. A obra mostra a construção de relações de identidade e diferença em meio à crise familiar. Além da relação de ódio entre os dois irmãos, o autor conta um pouco da história de Manaus do início do século XX.

** As obras Alguma Poesia (Carlos Drummond de Andrade), Mensagem (Fernando Pessoa), Quincas Borba (Machado de Assis), Angústia (Graciliano Ramos), Campo Geral (Guimarães Rosa), Romanceiro da Inconfidência (Cecília Meireles) continuam fazendo parte das exigências para o Vestibular 2024.

Artigos Relacionados
A Universidade Virtual de São Paulo (Univesp) liberou hoje, 11 de julho, a lista de aprovados no Vestibular 2022.
A Universidade Virtual de São Paulo (Univesp) divulgou hoje, 21 de julho, a segunda chamada do Vestibular 2022/2. Confira:
A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) divulgou hoje o Manual do Candidato do Vestibular Fuvest 2023. Confira
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES