Topo
pesquisar
Em 26/08/2010 11h47 , atualizado em 24/10/2013 16h44

Pré-Vestibular para Negros e Carentes (PVNC)

Cursinhos comunitários

Por Gabriele Pires Alves
O cursinho atua desde 1993 no Rio de Janeiro e região metropolitana
O cursinho atua desde 1993 no Rio de Janeiro e região metropolitana
PUBLICIDADE

A concepção de um pré-vestibular destinado aos estudantes negros foi determinada entre 1989 e 1992, pela pastoral do Negro, em São Paulo. No ano seguinte, nasceu na Baixada Fluminense o Pré-Vestibular para Negros e Carentes (PVNC).

O cursinho foi estimulado pela concessão de bolsas de estudos para estudantes participantes de Movimentos Negros e Populares pela PUC-SP e a criação de pré-vestibulares, na Bahia (Cooperativa Stive Biko) e no Rio de Janeiro (Curso Pré-Vestibular da Associação dos Funcionários da UFRJ, ASSUFRJ, atual SINTUFRJ), com o objetivo de apoiar negros e trabalhadores a entrar na universidade.

O primeiro objetivo do cursinho, organizado inicialmente por David Raimundo dos Santos, Antônio Dourado, Luciano de Santana Dias e Alexandre do Nascimento, foi a preparação de estudantes para o vestibular da PUC-SP e das universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro. Os coordenadores contrataram os professores e ofereceram 200 vagas na Igreja da matriz de São João de Meriti.

A primeira turma do PVNC terminou o período letivo com 50 alunos. Desses, 34% foram aprovados. A partir daí, outros grupos organizaram novos núcleos de Curso Pré-Vestibular para Negros e Carentes. Hoje, o PVNC oferece cursos preparatórios para vestibular e Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 21 núcleos distribuídos nos municípios de Duque de Caxias, Magé, Nova Iguaçu, Petrópolis e Rio de Janeiro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No PVNC, os alunos são carentes e, em particular, negros. Para entrar no curso, basta comprovar tais requisitos e fazer a inscrição no período estipulado, até atender o limite de vagas. Os professores não recebem salário, pois o trabalho é uma ação política pela democratização do direito à educação, através de uma rede pública de ensino e pesquisa, de qualidade e que garanta acesso aos níveis fundamental, médio e superior a todas as pessoas.

Alunos que passaram pelo cursinho, geralmente, tornam-se professores ou coordenadores como forma de retribuir o valor que lhes foi acrescentado pelos militantes.

Página do cursinho: www.pvnc.com.br
Telefone: (24) 8137 9472 Petrópolis

  • Relacionados
Moradores de Maricá podem se preparar para o Enem no cursinho gratuito da prefeitura
Cursinhos comunitários
Pré-Enem da Prefeitura de Maricá
Cursinho é ofertado pela Prefeitura de Macaé, por meio da Secretaria de Educação
Cursinhos comunitários
Pré-Vestibular Social de Macaé
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Vestibular Brasil Escola