Em 31/01/2020 07h07 , atualizado em 31/01/2020 07h09

Fuvest 2020: 1º lugar em Medicina fala de preparação e dá dicas de estudo

Notícias

A goianiense Natália Lopes de Faria, de 17 anos, também foi aprovada na UFG, mas preferiu a USP. Por Lorraine Vilela Campos
Natália estudou a maior parte do tempo em casa
Natália estudou a maior parte do tempo em casa
PUBLICIDADE

O Vestibular da Fuvest é o mais concorrido do Brasil e, quando se trata de Medicina, a disputa pelas vagas da Universidade de São Paulo (USP) é mais acirrada ainda. Aos 17 anos, Natália Lopes de Faria venceu a concorrência e foi aprovada em 1º lugar para Medicina no campus de Ribeirão Preto. 

Moradora de Goiânia, Natália concluiu o ensino médio no fim de 2019, no Colégio WR, e participou dos vestibulares 2020 da Fuvest, Unicamp, Unifesp e Famema, além do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. 

Em 24 de janeiro, a Natália teve a confirmação de sua aprovação para o curso de Medicina da USP. “Eu tava na escola quando vi, abri a Área do Candidato e tinha a classificação e o número 1. Achei que tinha algum erro, que não era comigo, carreguei o site da Fuvest algumas vezes para ter certeza que fui a primeira”, relembra. 

No último dia 28, com o resultado do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), Natália também foi aprovada na Universidade Federal de Goiás (UFG). “Escolhi a USP”, revela a estudante.

Sonho que começou na infância

O desejo de fazer Medicina surgiu na vida de Natália ainda na infância. “Quando tinha 10 anos eu fiz na escola uma cartinha para a Natália do futuro e nela já falava que eu queria ser médica e respeitar todas as pessoas. Desde essa idade eu já sabia que queria isso para a minha vida”. 

A estudante goianiense começou a estudar com o foco em Medicina ainda cedo, pensando em se candidatar para a UFG. No ensino médio, Natália decidiu que também se prepararia para tentar uma vaga na USP. 

Rotina

Mesmo com uma rotina focada na preparação para a Fuvest, Natália não deixou de lado o lazer, os momentos de descanso e os exercícios físicos, reservando dois dias na semana para ir à academia. “Minhas aulas começavam às 7h e iam até as 13h. Eu almoçava em casa e estudava em casa mesmo, das 14h às 20h, mas sempre com intervalos. Eu caminhava durante uma hora, parava para assistir um vídeo interessante, fazer uma leitura legal”, destaca.

"É importante tirar um tempo para distrair, refrescar a mente e voltar mais concentrado. Eu buscava prestar bastante atenção na aula para otimizar o tempo e não ter que aprender a matéria depois" (Natália de Faria)

    • Preparação

Por ser um Vestibular muito concorrido, o processo seletivo da Fuvest tem uma exigência alta nos conteúdos de suas provas para selecionar os melhores candidatos. Natália ressalta que a diferença principal da Fuvest para outros vestibulares é a segunda etapa, que cobra como disciplinas específicas Biologia, Química, Física e Geografia. “Eu me preparei para essas matérias, tentei obter um conhecimento mais consistente, pois seria uma grande vantagem na segunda fase”, ressalta.

A estudante adquiriu livros de Física mais aprofundados do que os que tinha na escola, além de frequentar bibliotecas para buscar outras fontes sobre Biologia, Química e Geografia. As outras disciplinas ela estudava pela apostila do colégio. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A jovem fazia anotações para reler em casa, mas sempre tirava as dúvidas com os professores durante as aulas. Seu objetivo era que o tempo de estudos em casa fosse para revisar e se dedicar aos assuntos nos quais tinha mais dificuldade. 

A redação também é uma parte muito importante do vestibular da USP. Natália separava três horas semanais para treinar a redação e escrevia com base nos temas de edições anteriores da seleção. “Eu revezava entre as redações da Fuvest e Enem, que têm características diferentes. A redação da Fuvest é mais relacionada com a Filosofia”, explica a caloura de Medicina.

Como o vestibular da Fuvest exige bastante conhecimento das obras literárias obrigatórias, Natália levava consigo os livros escolhidos para o vestibular. Ela buscava ler antes das aulas, nos intervalos ou em momentos como a espera para consultas médicas. 

Veja os livros exigidos para os Vestibulares 2021 e 2022 da Fuvest

Para facilitar a revisão de tudo o que anotou na preparação para o Vestibular, Natália se inspirou no método de estudo adotado por outro aluno anteriormente aprovado em primeiro lugar na Fuvest. O macete consiste em escrever e desenhar os principais assuntos das disciplinas em lembretes e fixá-los na parede do quarto, sempre de maneira que o aluno consiga identificar rapidamente o conceito. 

Dicas

Para quem deseja fazer o Vestibular da Fuvest para entrar em Medicina, algumas dicas são importantes. Confira o que diz a estudante!

    • Vá além nas disciplinas específicas: busque livros com conteúdos mais aprofundados, não se restrinja às apostilas das escolas. 
      
    • Leia todas as obras literárias da Fuvest. É indispensável ler com atenção e fazer análises. Isso é fundamental na segunda fase, que cobra uma discussão bastante aprofundada sobre os livros.
      
    • Acredite em si mesmo, evite comparações e saiba equilibrar estudo, descanso e lazer: Alguns amigos estudavam todos os dias até meia-noite e insistiam que eu devia fazer o mesmo, mas isso me esgotava, me deixava cansada e me impedia de ser mais produtiva. Nós temos que confiar em nós mesmos, conhecer nosso limite e não se preocupar com que os outros estão fazendo.
      
    • Conheça os aspectos específicos das provas da Fuvest, como quais as disciplinas específicas constituem a segunda fase do curso e como é a redação, por exemplo. As provas anteriores ajudam o vestibulando a saber como é o vestibular. 

Baixe as provas da Fuvest

Fuvest 2020

O Vestibular 2020 da Fuvest chega em sua segunda chamada nesta sexta-feira, 31 de janeiro. A seleção teve oferta de 8.317 vagas na USP e quase 130 mil pessoas se inscreveram na disputa pelas oportunidades. 

A Fuvest aplicou a primeira fase em 24 de novembro, ocasião em que os participantes tiveram 90 questões objetivas de Biologia, Física, Geografia, História, Inglês, Matemática, Português e Química. Já a segunda etapa foi realizada em 5 e 6 de janeiro com 10 questões discursivas de Português, 12 de disciplinas específicas e uma redação.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES