Topo
pesquisar
Em 17/01/2012 16h20, atualizado em 10/05/2016 13h36

Professora deixa Enem em branco e tira notas acima do mínimo

Notícias

Inep afirma que notas mínimas divulgadas anteriormente referem-se a uma prova elaborada para alunos com deficiência visual. Por Adriano Lesme
PUBLICIDADE

Mais um caso curioso envolvendo a edição de 2011 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ganhou repercussão nesta terça-feira, 17 de janeiro. A professora de física Mônica Soares Nunes, do cursinho pré-vestibular Oficina do Estudante, de Campinas/SP, conseguiu notas cima do mínimo mesmo não fazendo as provas do Enem.

Mônica participou do Enem 2011 apenas para resolver as questões de física e levar os cadernos de provas. O Oficina do Estudante é parceiro do Brasil Escola e realiza a correção comentada do Enem, a qual disponibilizamos gratuitamente para os usuários. Como o Ministério da Educação (MEC) demora para divulgar os cadernos de provas do Enem pela internet, a solução encontrada pelos professores do cursinho foi se inscrever no exame e, assim, poder levar as provas para a correção comentada.

Apesar de ter realizado as questões de física, Mônica entregou a folha de respostas em branco, o que na teoria deveria resultar em notas mínimas, o que não aconteceu. Para sua surpresa, a professora de física teve nota mínima apenas na prova de matemática (321,6 pontos). Nas demais provas, exceto a redação que foi zerada, as notas foram até quatro pontos acima do mínimo.

A professora procurou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), mas foi surpreendida novamente quando obteve a resposta. Segundo o órgão, os valores máximos e mínimos do Enem podem sofrer variações nos cadernos de provas adequados aos candidatos portadores de necessidades especiais, apesar das questões serem as mesmas. Mônica afirma que não se inscreveu no Enem como portadora de necessidades especiais e que realizou a prova padrão, sem nenhum auxílio.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Resposta do Inep

Por volta das 17h de hoje, a Assessoria de Comunicação do Inep divulgou uma nota explicando a pontuação obtida pela professora. Segundo a nota, as pontuações mínimas divulgadas logo após o resultado do Enem 2011 referem-se a uma prova especial elaborada para alunos com deficiência visual. Essa informação não foi divulgada na época.

Para alunos sem necessidades especiais que entregaram a prova em branco, as menores notas são: 304,2 (inglês) ou 301,2 (espanhol) em linguagens; 321,6 em matemática, 252,9 em ciências humanas e 269,0 em ciências da natureza. “A professora Mônica Nunes, de Campinas (SP), que se inscreveu no Enem 2011 e não transcreveu respostas para os cartões, obteve exatamente a nota mínima para um candidato convencional que se limitou a assinar as provas” – completa a nota.

Veja também:
17/01: A partir desse ano MEC irá liberar acesso às redações corrigidas do Enem
13/01: Mais um candidato tem nota da redação do Enem 2011 alterada

Por Adriano Lesme

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola