Qual a nota para passar no Enem?

Alunos precisam consultar a nota de corte do SiSU para saber se pontuação é suficiente para passar

Uma dúvida muito comum entre os estudantes que fizeram ou pretendem participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está relacionada à pontuação necessária para a aprovação no exame. No entanto, a pergunta é um equívoco, pois o Enem em si não é um método de seleção como os vestibulares, portanto, não reprova ninguém.

O Enem é o método utilizado pelo Ministério da Educação (MEC) para analisar o aprendizado de estudantes do ensino médio em todo o Brasil. Com a criação do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), o exame deixou de ser apenas uma ferramenta de observação da educação no país e tornou-se o principal meio de ingresso de diversas instituições públicas de ensino superior.

Criado em 2010, o SiSU tem o objetivo de promover o ingresso de estudantes em instituições públicas de educação superior. O pré-requisito para se inscrever é ter participado do Enem do ano anterior e obter nota acima de zero na prova de redação. Na primeira edição de 2018, a seleção ofereceu 239.716 vagas em diversas instituições públicas de ensino superior.

A nota de corte, pontuação mínima que o estudante tem que tirar para entrar em um curso, varia conforme a edição do SiSU e a concorrência de cada curso. Com base no SiSU 2018/1, confira abaixo o ponto de corte na modalidade ampla concorrência de algumas das graduações mais procuradas: 

Medicina
Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), em Mossoró/RN: 753,10

Direito
Universidade Estadual do Piauí (UESPI), em Piripiri/PI, turno noturno: 658,36 

Agronomia ou Engenharia Agronômica
Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Nova Xavantina/MT: 574,44

Engenharia Civil
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS), em Estância/SE: 651,92

Arquitetura e Urbanismo
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), em Vilhena/RO: 657,62

Ciência da Computação
Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Barra dos Bugres/MT: 555,09

Administração
Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), em Tangará da Serra/MT: 563,89

Engenharia Elétrica
Instituto Federal Catarinense (IF Catarinense), em Videira/SC: 611,82

Odontologia
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre/RS: 707,94

Relações Internacionais
Universidade Federal de Roraima (UFRR), em Boa Vista/RR: 666,96

Publicidade e Propaganda
Fundação Universidade Federal do Pampa (Unipampa), em São Borja/RS: 633,42

Jornalismo
Universidade Estadual do Piauí (UESPI), em Picos/PI: 615,65

Nutrição
Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Picos/PI: 645,33

Medicina Veterinária
Universidade Federal de Tocantis (UFT), em Araguaína/TO: 646,48

Enfermagem
Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Diamantino/MT: 629,57 

Pedagogia
Universidade Federal de Tocantins (UFT), em Arraias/TO: 522,09

Educação Física
Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), em Cáceres/MT: 552,41

Psicologia 
Universidade Federal de Tocantins (UFT), em Miracema do Tocantins/TO: 650,62

Fisioterapia 
Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Paranaíba/PI: 658,74

Ciências Biológicas 
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), em Cabedelo/PB: 589,09

ProUni e Fies

O Enem também é utilizado para obter bolsas de estudos e financiar as mensalidades de cursos superiores. O MEC é responsável por duas iniciativas que auxiliam o acesso de estudantes às faculdades particulares: Programa Universidade Para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). 

Tanto o ProUni quanto o FIES exigem média de 450 pontos no Enem e nota acima de zero na redação. Para calcular a média, basta somar as notas das quatro provas objetivas e da redação e dividir por cinco.

A diferença entre o ProUni e o FIES quanto a média do Enem é que o programa de bolsas de estudo considera somente a última edição do Enem, enquanto o programa de financiamento aceita as notas do Enem a partir de 2010.

Certificado do Ensino Médio

Muitas pessoas perguntam “a nota necessária para passar no Enem” pensando, na verdade, na pontuação mínima exigida para obter o Certificado de Conclusão do Ensino Médio. O Enem foi utilizado para a certificação do ensino médio entre os anos de 2009 e 2016, sendo possível pegar o diploma até 2017. 

Em 2017, a certificação do ensino médio pelo Enem foi extinta pelo Ministério da Educação (MEC). Agora, o certificado deve ser obtido pelo Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).  


Fonte: Brasil Escola - https://vestibular.brasilescola.uol.com.br/enem/quanto-preciso-tirar-para-passar-no-enem.htm