Como é a redação do Enem

A redação do Enem pede uma proposta de intervenção para um tema da sociedade brasileira.

Uma das principais dficuldades dos estudantes que vão fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é como fazer a redação. Para isso, é preciso entender como é a redação do Enem, suas características e exigências.

A redação do Enem é composta por uma frase-tema, geralmente de um problema atual da sociedade brasileira, e cobra dos participantes uma proposta de intervenção. O texto deve ser escrito em até 30 linhas e na forma de dissertação argumentativa.

Diferente de alguns vestibulares, o Enem cobra uma única estrutura de texto, que é a dissertativo-argumentativa. A proposta de redação vem acompanhada por textos de apoio, que podem ser pesquisas científicas, notícias, quadrinhos ou outras ilustrações. 

Confira a proposta de redação do Enem 2017:

Em 2017,o tema da redação foi: Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil.

O objetivo da coletânea é proporcionar dados para que o candidato construa seu próprio raciocínio sobre o tema. É importante que o aluno transforme as ideias da coletânea em argumentos, pois qualquer cópia direta de algum destes textos poderá zera a nota da redação.

Cuidados para não zerar

Outros cuidados precisam ser tomados para que o estudante não tenha sua nota zerada. A fuga total ao tema ou a elaboração de um texto que não seja dissertativo-argumentativo podem zerar uma prova de redação no Enem. Diferente de alguns vestibulares, o Enem cobra uma única estrutura de texto.

A redação na prova do Enem deve ter entre 7 e 30 linhas. Qualquer texto que não cumpra com esse limite será zerado pelo corretor. Para alguns especialistas, o ideal é que o texto definitivo fique com um número de linhas acima de 20. Este espaço é suficiente para aprofundar o mínimo necessário as suas argumentações. 

Não é permitido ao candidato colocar na prova impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação ou parte do texto que não possuir ligação com o tema proposto. Deixar a redação em branco, mesmo com texto em rascunho, é um outro preceito que zera a prova de redação.

Veja também: motivos que zeram e anulam a redação do Enem

Escolha do tema

Segundo o Antunes Rafael, professor do colégio e curso Oficina do Estudante, de Campinas/SP, não é fácil prever um tema para a redação do Enem. Essa escolha passa por perspectivas políticas, sociais, científicas e culturais. É importante ressaltar que um fato pontual pode não caracterizar como uma proposta de redação, mas alguma repercussão desses acontecimentos, sim.

Mesmo não se tratando de temas factuais, a proposta de redação sempre passa pela coletividade. A grande dica que o professor dá é para que o estudante esteja atento aos textos de apoio, pois, mesmo que não conheça bem o assunto, se fizer uma boa interpretação da coletânea, conseguirá elaborar um texto de qualidade.

Confira os temas da redação do Enem desde 2010:

- 2010: O trabalho na construção da dignidade humana
- 2011: Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado
- 2012: Movimento imigratório para o Brasil no século 21
- 2013: Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil
- 2014: Publicidade infantil em questão no Brasil
- 2015: A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira
- 2016 - 1ª aplicação: Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil
- 2016 - 2ª aplicação: Caminhos para combater o racismo no Brasil
- 2017: Desafio para a formação educacional de surdos no Brasil

Mais: todos os temas da redação do Enem

Critérios para a correção

Há algumas edições o Inep utiliza os mesmos critérios para a correção da redação do Enem. São cinco competências às quais o corretor atribui um nível conhecimento de 0 a 200 para compor a nota final. Em seu texto, o estudante precisa demonstrar:

- Domínio da norma-padrão da língua escrita;
- Compreensão do tema;
- Organização das informações e argumentos;
- Correta aplicação da lógica;
- Apresentar uma proposta de intervenção para o problema.

Dicas antes das provas

1. Esteja atento aos temas atuais, assim será fácil argumentar na hora da prova;

2. Treine a grafia, pois a dificuldade de leitura do texto pode influencia na avaliação do corretor;

3. Leia as propostas de redação de edições anteriores do Enem e exercite a interpretação de texto;

4. É essencial que o candidato estude ortografia e gramática. Erros com concordância, pontuação, acentuação, flexão e outros não passam despercebidos durante a correção da prova.

5. Treine redação e faça correções. No Banco de Redações você pode enviar uma redação por mês, para que seja corregida gratuitamente.

Dicas na hora das provas

1. Comece pela leitura da coletânea. Se for um tema considerado fácil, inicie as provas fazendo a redação. Caso o tema não seja tão fácil, tente responder as outras questões, pois a prova de Linguagens e Códigos pode te ajudar a argumentar na redação;

2. Organize o tempo! Seja no começo ou no final das provas, não faça a redação em um curto espaço de tempo, é preciso ser disciplinado para não ter um texto sem qualidade ou deixar outras questões da prova sem responder;

3. Cuidado com a argumentação, a ampliação de ideias pode levar ao distanciamento ou até mesmo à fuga do tema;

4. Fazer uma boa proposta de intervenção social. Explicar alguns pontos é essencial como: quem vai fazer o quê; como vai fazer; e quem será responsabilizado pela solução proposta para o problema;

5. Realizar uma revisão minuciosa no rascunho antes de passar para a folha definitiva.


Fonte: Brasil Escola - https://vestibular.brasilescola.uol.com.br/enem/como-fazer-redacao-enem.htm