Topo
pesquisar
Em 30/06/2011 14h58, atualizado em 30/06/2011 14h59

Advogado

Vida Profissional

Por Adriano Lesme
Advogado Fábio Cardoso Correio, professor da Unipli
Advogado Fábio Cardoso Correio, professor da Unipli
PUBLICIDADE

Se você gosta de ler, de estudar, de conhecer pessoas, de lidar com coisas novas, de ser livre, de lutar por seu direito, de exigir respeito para sua opinião, de não concordar contra injustiças, e está parado no sofá pensando que carreira escolher vou dar uma dica para você: levante, pois está na hora de lutar pelo seu destino. E mais, vamos sacudir a poeira da dúvida. Faça DIREITO.

Desde pequeno sempre gostei de ler e estudar, e defendi a igualdade de direitos. Era - e ainda sou - um fã de carteirinha dos filmes com julgamentos clássicos. Os debates e as defesas sempre me atraíram. Na verdade, confesso a você que depois de muitos anos de advocacia ainda tenho uma chama interior acessa para o debate, para defesa daqueles que são prejudicados.

Você, depois de cursar a faculdade de direito e após realizar a chamada “prova” da OAB e ser meu colega advogado, poderá, assim, trabalhar em escritório próprio atendendo qualquer pessoa que lhe procurar. No início parecem casos de consumidor, trabalho, divórcio, questões de direito imobiliário, contratos etc. Se preferir, poderá atuar em empresas, cuidando de casos de temas atuais como biodireito, direito eletrônico, direito homoafetivo, fusões e aquisições de empresas, regulação de mercados etc.

Existe também outro grande mercado de trabalho, os concursos públicos. Uma vez aprovado você ocupará um cargo público e irá trabalhar em assessorias jurídicas de órgãos públicos como, por exemplo, Advocacia Geral da União. Pode, também, exercer outros cargos públicos de cunho jurídico como magistrado, defensor público, promotor de justiça etc.

Como você está vendo, não há uma rotina pré-determinada na profissão de um advogado. Tudo é muito dinâmico. Ora está estudando dentro de um escritório, ora visitando clientes, ora “correndo” atrás de seus processos dentro dos fóruns.

Lembre-se que, no início da profissão, a paciência deve ser sua grande amiga. Você terá mil ideias. Vai querer fazer tudo. Calma, muita calma. Não esqueça que as ideias são como frutos. Ambos, eles e elas, têm um ciclo de maturação, e de que nada adianta apanhar o fruto estragado, porque ele não terá sabor.

Portanto, é com alegria e satisfação que escrevo sobre minha profissão para você estudante. Se optar pela carreira do direito você não se arrependerá. Guarde esta reportagem. Daqui a alguns anos você entenderá o que estou dizendo.

Mas não se esqueça de uma coisa: a vida jurídica não registra e não se satisfaz com queixas ou desculpas. No caminho da vida jurídica, há que se apreender com a própria vida jurídica. Basta estudar para mudar a história. Seja a história pessoal, profissional, institucional ou mesmo nacional. Venha para nossa profissão: faça DIREITO.

Por último, escrevo para você, estudante, deixando a esperança de um advogado que começou meio sem rumo, sem ter nenhum parente na área jurídica, mas que acreditando na vida e no estudo seguiu a estrada, caindo muito e levantando sempre.

No Brasil, para quem estuda e acredita num novo amanhã, a vitória é sempre possível. O caminho é mais ameno. No DIREITO o sol nasce para todos. Busquem o sol para esta nova caminhada na vida profissional de vocês. Ele será um bom guia.

Um forte abraço de um Advogado. 

Texto de Fábio Cardoso Correia, Advogado. Presidente da Comissão de Direito da Informação da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB - Subseção de Niterói - RJ. Professor Assistente e Coordenador do Curso de Graduação em Direito do Centro Universitário Plínio Leite (Unipli).

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola