Topo
pesquisar

Moacyr Scliar

Resumos de Livros

Moacyr Scliar é considerado como um dos maiores escritores da literatura brasileira contemporânea. Sua obra é composta por mais de 70 títulos, traduzidos para vários idiomas.
PUBLICIDADE

"Uma bela história ou um belo poema melhoram nossa vida".

(Moacyr Scliar)

Escritor, médico e professor, Moacyr Scliar é um dos nomes mais populares e queridos da literatura brasileira contemporânea. Sua extensa e relevante obra, que inclui romances, contos, ensaios e títulos voltados para o público infantojuvenil, retrata a realidade social da classe média urbana no Brasil, a medicina e o judaísmo, tema que inseriu com êxito em nossa literatura.

Biografia de Moacyr Scliar

Gaúcho de Porto Alegre, Moacyr Scliar nasceu no dia 23 de março de 1937. Filho de imigrantes russos, que chegaram ao Brasil em 1904, desde a infância já demonstrava grande interesse pela literatura. De origem judaica, iniciou os estudos em 1943 no Colégio Iídiche, onde sua mãe lecionava. Em 1955, ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, formando-se em 1962. Especializou-se em Saúde Pública, tendo exercido a profissão junto ao Serviço de Assistência Médica Domiciliar e de Urgência.

“Além do território da emoção humana, médicos e escritores também compartilham um instrumento comum: a palavra. É claro que nos dois casos a atitude é diferente. O médico avalia a emoção, o escritor utiliza-a como matéria-prima.” 

(Do livro A Face Oculta)

Casou-se em 1965 e da união com Judith Vivien Olivien nasceu o filho Roberto. Foi professor visitante na Brown University e na Universidade do Texas, ambas nos Estados Unidos. Em 1962, fruto de sua experiência como estudante de Medicina, publicou seu primeiro livro, intitulado Histórias de Médico em Formação. O Carnaval dos Animais, livros de contos publicado em 1968, foi considerado por Scliar como sua primeira obra, aquela que de fato o inseriu no universo das letras brasileiras. Ao longo de seus 73 anos, escreveu 74 livros que contemplaram vários gêneros e foram traduzidos para diversos idiomas. Foi também colunista dos jornais Zero Hora e Folha de São Paulo, para os quais escrevia crônicas sobre o cotidiano, literatura e a medicina, uma de suas grandes paixões.

"Lê meu filho, lê, dizia minha mãe, essas coisas que tu aprendes nunca ninguém vai poder te tirar; não importa que sejas defeituoso, o importante é ter cultura."

(Do livro O centauro no jardim)

Sua extensa obra, mais de 70 títulos publicados, inclui romances, contos, literatura médica e literatura infantojuvenil
Sua extensa obra, mais de 70 títulos publicados, inclui romances, contos, literatura médica e literatura infantojuvenil

Em 31 de julho de 2003 foi eleito para a Academia Brasileira de Letras, onde ocupou a Cadeira de n° 31, sucedendo o imortal Geraldo França de Lima. Sua obra foi fortemente influenciada por sua origem judaica, tema abordado nos livros A Guerra no Bom Fim, O Exército de um Homem Só, O Centauro no Jardim, A Estranha Nação de Rafael Mendes, A Majestade do Xingu; e pela medicina, retratada no livro A Paixão Transformada: História da Medicina na Literatura. Vítima de complicações decorrentes de um Acidente Vascular Cerebral, Moacyr Scliar faleceu em Porto Alegre, sua cidade natal, no dia 27 de fevereiro de 2011 aos 73 anos, deixando para a literatura brasileira contemporânea uma inigualável contribuição.

​A obra de Moacyr Scliar foi fortemente influenciada pelo judaísmo e pela medicina, uma de suas grandes paixões *
A obra de Moacyr Scliar foi fortemente influenciada pelo judaísmo e pela medicina, uma de suas grandes paixões *

Bibliografia de Moacyr Scliar

Conto

Histórias de um Médico em Formação. 1962.
O Carnaval dos Animais. 2001.
A Balada do Falso Messias. 1976.
Histórias da Terra Trêmula. 1976.
O Anão no Televisor. 1979.
Os Melhores Contos de Moacyr Scliar. 1984.
Dez Contos Escolhidos. 1984.
O Olho Enigmático. 1986.
Contos Reunidos. 1995.
O Amante da Madonna. 1997.
Os Contistas. 1997.
Histórias para (quase) Todos os Gostos. 1998.
Pai e Filho, Filho e Pai. 2002.
Mistérios de Porto Alegre. 2004.

Romance

A Guerra no Bom Fim. 1972.
O Exército de um Homem . 1973.
Os Deuses de Raquel. 1975.
O Ciclo das Águas. 1996.
Mês de Cães Danados. 1977.
Doutor Miragem. 1979.
Os Voluntários. 1979.
O Centauro no Jardim. 1980.
Max e os Felinos. 1981.
A Estranha Nação de Rafael Mendes. 1983.
Cenas da Vida Minúscula. 1991.
Sonhos Tropicais. 1992.
A Majestade do Xingu. 1997.
A Mulher Que Escreveu a Bíblia. 1999.
Os Leopardos de Kafka. 2000.
Uma História Farroupilha. 2004.
Na Noite do Ventre, o Diamante. 2005.
Os vendilhões do tempo. 2006.
Manual da Paixão solitária. 2008.
Amor em Texto, Amor em Contexto. 2008.
Eu vos abraço, milhões. 2010.

Ficção infantojuvenil

Cavalos e Obeliscos. 2001.
A Festa no Castelo. 1982.
Memórias de um Aprendiz de Escritor. 1984.
No Caminho dos Sonhos. 1988.
O Tio Que Flutuava. 1988.
Introdução à Prática amorosa. 2003.
Os Cavalos da República. 1989.
Pra Você Eu Conto. 1991.
Uma História Só pra Mim. 1994.
Um Sonho no Caroço do Abacate. 1995.
O Rio Grande Farroupilha. 1995.
Câmera na Mão, o Guarani no Coração. 1998.
A Colina dos Suspiros. 1999.
Livro da Medicina. 2000.
O Mistério da Casa Verde. 2000.
O Ataque do Comando P.Q. 2001.
O Sertão Vai Virar Mar. 2002.
Aquele Estranho Colega, o Meu Pai. 2002.
Éden-Brasil. 2002.
O Irmão Que Veio de Longe. 2002.
Nem uma Coisa, nem Outra. 2003.
O Navio das Cores. 2003.
Histórias de Aprendiz. 2004.
Um Menino Chamado Moisés. 2004.
O Amigo de Castro Alves. 2005.
Respirando Liberdade. 2005.
Ciumento de carteirinha. 2006.
A palavra mágica. 2007.
O menino e o bruxo. 2007.

Crônica

A Massagista Japonesa. 1984.
Um País Chamado Infância. 1989.
Dicionário do Viajante Insólito. 1995.
Minha Mãe não Dorme Enquanto Eu não Chegar. 1996.
A Língua de Três Pontas: Crônicas e Citações sobre a Arte de Falar Mal. 2001.
O Imaginário Cotidiano. 2001.
As Melhores Crônicas de Moacyr Scliar. 2004.
Do jeito que a gente vive. 2007.
Histórias que os jornais não contam. 2009.

Ensaio

A Condição Judaica. 1987.
Do Mágico ao Social: a Trajetória da Saúde Pública. 2002.
Cenas Médicas. 2002.
Se Eu Fosse Rotschild. 1993.
Judaísmo: Dispersão e Unidade. 1994.
Oswaldo Cruz. 1996.
A Paixão Transformada: História da Medicina na Literatura. 1996.
Meu Filho, o Doutor: Medicina e Judaísmo na História, na Literatura e no Humor. 2000.
Porto de Histórias: Mistérios e Crepúsculos de Porto Alegre. 2004.
A Face Oculta: Inusitadas e Reveladoras Histórias da Medicina. 2000.
A Linguagem Médica. 2002.
Oswaldo Cruz & Carlos Chagas: o Nascimento da Ciência no Brasil. 2002.
Saturno nos Trópicos: a Melancolia Europeia Chega ao Brasil. 2003.
Judaísmo. 2003.
Um Olhar sobre a Saúde Pública. 2003.
O Olhar Médico. 2005.
O texto, ou: a vida. 2007.
Enigmas da culpa. 2007.
Oswaldo Cruz. 2009.

*A imagem que ilustra o miolo do artigo foi feita a partir da capa do livro Rubem Alves e Moacyr Scliar conversam sobre o corpo e a alma: Uma abordagem médico-literária. Editora Saberes.


Por Luana Castro
Graduada em Letras

Artigos de Moacyr Scliar

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola