Topo
pesquisar
Em 12/01/2009 18h53, atualizado em 16/11/2011 16h49

Tipos de intercâmbio

Intercâmbio

Por Gabriele Pires Alves
PUBLICIDADE

Passada a maratona enlouquecedora de provas do vestibular, é hora de esfriar a cabeça enquanto o resultado não sai, mas ficar em casa esperando a lista pode fazer qualquer estudante pirar de vez. Uma ótima pedida para este período de tensão são os cursos de férias em regime de intercâmbio, uma oportunidade incrível de aperfeiçoar ou mesmo adquirir fluência em uma língua estrangeira.

Nestas viagens, as turmas são divididas por idade e nível de conhecimento do idioma escolhido. Os professores e monitores são habilitados para escoltar os estudantes durante o programa de férias, oferecendo apoio na adaptação à nova cultura, bem como acompanhamento nos passeios turísticos inclusos e aprendizado da língua. As acomodações variam em cada programa, podendo ser em regime de internato, quarto na própria escola ou em casa de família.

Para escolher o país de destino é preciso ponderar desejos e o que, de fato, você terá como benefício ao voltar para o país. Além dos passeios, importantes para sua bagagem cultural, o contato com a língua deve ser o foco nos cursos rápidos. Ser formado em um idioma por uma escola de línguas aqui no Brasil não te dá a oportunidade real de conversação, o que só será possível vivenciando esta experiência internacional ao máximo.

Destino

Escolha um país que fale a língua que você já tem conhecimento e, para isso, procure uma agência que trabalhe com cursos do nível básico ao avançado. Estas empresas possuem parcerias com escolas estrangeiras em diversos países e oferecem condições diferenciadas de pagamento. O embarque deve obedecer às datas do programa. Geralmente, para mergulhar na cultura do país, existem opções de cursos de duas semanas ou mais, mas também podem ser encontrados programas com uma semana de duração.

Caso você não fale nenhuma língua, não tem problema: as escolas realizam uma triagem para identificar o grau de conhecimento do aluno. O método de avaliação se dá através da aplicação de prova oral e escrita para testar o nível do estudante e, depois do resultado, o aspirante é encaminhado a uma turma com noções do idioma escolhido semelhantes à sua.

Opções

Entre os cursos de idiomas existem segmentações que podem te ajudar na hora da escolha. O curso regular é indicado para quem quer desenvolver um idioma. Para os futuros advogados, médicos e demais profissionais que utilizam nomenclaturas próprias em suas carreiras, o curso de terminologia é ideal para aperfeiçoar expressões da profissão e podem incluir visitas aos locais de trabalho da área em questão.

Se a idéia é aproveitar a viagem para fazer cursos de interesse, como fotografia, dança ou esportes é possível encontrar programas que combinam estas atividades com estágios não remunerados. Mas se o passeio não é o principal objetivo do programa, existem cursos que oferecem aulas particulares para quem quer aprender o idioma de forma rápida.

Você quer ir mais longe e ingressar numa faculdade no exterior? Estes cursos “pré-vestibulares” realizam preparatórios para você enfrentar o desafio. Fazer programas especiais também é uma opção, existem cursos para quem já tem um nível mais avançado como técnicos, extensão universitária, graduação e pós-graduação. Agora que você já conhece os principais tipos de programas de férias escolha o curso que mais se encaixa no seu perfil e boa viagem!

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola