Topo
pesquisar
Em 01/11/2013 16h53

O que considerar ao escolher sua universidade no exterior

Estudar no Exterior

Estudantes devem levar em consideração a reputação da instituição, oferta de bolsas de estudo e programas para estrangeiros. Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

A oferta é variada. O processo é longo. A mudança é grande. E os benefícios são inúmeros. Estudar no exterior é, sem dúvidas, uma excelente escolha e um enorme passo em direção ao desenvolvimento acadêmico e profissional; mas encontrar o curso certo exige muita pesquisa. Cada instituição – seja de ensino superior, escola de idioma, escola técnica, etc. – disputa a atenção de estudantes estrangeiros, e dispõem de várias cartas para aparentar ser a melhor opção no mercado. Como saber se a instituição internacional é realmente uma boa escolha? Leia a seguir alguns itens que podem ser pesquisados pela internet, sem sair de casa.

1. A reputação da instituição

O primeiro passo na sua pesquisa é saber se a instituição é reconhecida oficialmente por órgãos oficiais de educação; mais ainda, se os cursos oferecidos por ela são acreditados por associações e organizações de áreas específicas (como a Association to Advance Collegiate Schools of Business – AACSB, que reconhece a excelência de cursos acadêmicos na área de business do mundo todo). Ser reconhecida por órgãos oficiais significa que a instituição segue um padrão de qualidade na criação e manutenção de seus programas educacionais.

Informar-se por rankings acadêmicos é outra forma de pesquisar a reputação de universidades e faculdades. Desde as famosas listas da Times Higher Education a rankings mais específicos (como "As melhores faculdades particulares do norte dos EUA" e "As melhores graduações de design gráfico do mundo"), você pode encontrar informações sobre os pontos fracos e fortes da sua instituição de interesse.

2. Bolsas de estudo

Estudar no exterior custa caro – não há como negar. No entanto, também existem diversas opões de bolsas de estudo e assistências financeiras para estudantes internacionais. Elas podem ser integrais ou parciais, por mérito acadêmico ou necessidade financeira, entre outros fatores de seleção, mas são oferecidas em quantia e frequência consideráveis. Uma instituição disposta em ajudar seus estudantes estrangeiros a bancar os estudos no exterior pode ser uma boa escolha.

3. Bem estar estudantil

Uma boa instituição é aquela que se empenha em manter o bem estar de seus estudantes. As universidades e faculdades acostumadas a receber estrangeiros, normalmente, terão espaços em seus sites oficiais dedicados apenas a atender os estudantes internacionais – com questões desde o processo de seleção até a graduação. Ter a quem recorrer sempre que houver dúvidas é um ponto positivo.

Outro fator a ser pesquisado é se a instituição possui uma secretaria ou uma equipe de suporte estudantil, preparada para orientar os estudantes sobre qualquer assunto ou problema. Procure por nomes como Student Wellness Center, Counselling Services, Student Welfare Office, ou outros, no site oficial da instituição para saber quais serviços de suporte ela oferece.

4. Organizações, clubes e atividades estudantis

Além de ser promissora acadêmica e profissionalmente, a instituição tem que enfatizar, também, a cena social e cultural do ambiente universitário. Afinal, estudar no exterior não é só estudos! Em uma universidade com alunos de diferentes nacionalidades, o multiculturalismo deve ser promovido e valorizado. De que forma? Com a organização de atividades e feiras culturais, ou qualquer reunião que enfatize a troca de costumes e possibilite a convivência entre os estudantes internacionais e nativos.

Pesquise também as opções de clubes e organizações estudantis oferecidas pela universidade. Criados e organizados pelos próprios estudantes, estes grupos servem para conhecer pessoas com os mesmos interesses que você, e também para praticar um hobby e dedicar o seu tempo além das salas de aulas. Você curte fotografar? Por que não se unir ao Clube da Fotografia, e participar de passeios fotográficos com outros estudantes? Ou então entrar para o time amador de rúgbi? Para a organização de trabalhos voluntários? Uma universidade pode chegar a ter mais de 100 organizações estudantis que atendem a todo tipo de interesse e objetivo.

Uma boa instituição também se preocupa em entreter o estudante além das salas de aulas.

Por Brenda Bellani

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola