Topo
pesquisar
Em 22/12/2016 10h19

Estudar na Coreia do Sul: o ensino superior e cursos do coreano

Estudar no Exterior

Universidades sul-coreanas têm promovido a educação do país pelo mundo com a intenção de atrair mais estrangeiros. Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

A Coreia do Sul é reconhecida mundialmente pela excelência do seu setor educacional. Na pesquisa realizada com os países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD), ela ficou em primeiro lugar em matemática; em segundo em leitura; e em quarto em ciências. Todos os resultados da Coreia são acima da média da OECD.

Além disso, o Ministério da Educação e as universidades sul-coreanas têm promovido ativamente a educação do país pelo mundo com a intenção de atrair mais estudantes internacionais e melhorar a competitividade com outros destinos de estudo que costumam ser mais populares. Segundo o site Study in Korea, em 2015, havia 56.000 estrangeiros estudando algum tipo de curso acadêmico na Coreia – e a tendência é aumentar este número.

O ensino superior da Coreia do Sul

O ano letivo na Coreia é dividido em dois semestres. O primeiro vai de março a agosto e o segundo, de setembro a fevereiro. Entre eles, há dois períodos de férias: no verão, de julho a agosto; e no inverno, de dezembro a fevereiro.

As instituições de ensino superior coreanas são divididas em três grupos: 

  • Faculdades comunitárias (junior colleges), com cursos de dois a três anos de duração;
  • Universidades, com graduações de quatro anos de duração; 
  • Escolas de pós-graduação.

Tem também as cyber universities (universidades online), que cresceram amplamente nos últimos anos graças ao desenvolvimento das tecnologias da informação e comunicação no país, e formam um quarto grupo, para providenciar educação no formato online (conhecido como e-learning). 

Os cursos de mestrado e doutorado são comumente oferecidos por universidades; no entanto, mais escolas de pós-graduação estão sendo fundadas separadamente, e oferecem exclusivamente cursos de especialização sem afiliação com universidades.

As universidades são divididas em três tipos:

  • Universidades nacionais: fundadas e mantidas pelo governo central;
  • Universidades públicas: fundadas pelo governo local;
  • Universidades particulares: fundadas por organizações educacionais privadas sem fins lucrativos.

Mesmo as universidades particulares, que são a grande maioria no país, precisam atender a rigorosos critérios de qualidade estipulados pelo Ministério da Educação referentes ao corpo docente, grade curricular, instalações, concessão de diplomas, etc.

Os tipos de cursos oferecidos pelas universidades e faculdades sul-coreanas:

  • Graduações: os estudantes estrangeiros podem cursar uma graduação com o alunos coreanos e receber um bacharelado;
  • Programas de intercâmbio de estudante: acordos acadêmicos de intercâmbio feitos com universidades estrangeiras;
  • Programas de Verão/Inverno: cursos acadêmicos ou de língua coreana ministrados pelas universidades durante o período das férias de verão e inverno;
  • Cursos de coreano: muitas universidades possuem institutos de língua coreana para oferecer cursos do idioma. Há opções de aulas intensivas de três a quatro semanas para melhorar as habilidades de comunicação; e programas intensivos de dez a 40 semanas, com tarefas práticas e atividades culturais que, além de melhorar a proficiência no idioma, também ensinam sobre a vida na Coreia.

Cursos oferecidos em inglês 

Segundo o site Study in Korea, aproximadamente 30% dos cursos acadêmicos são ministrados inteiramente em inglês na Coreia do Sul. Atualmente, são mais de 1.100 opções e as universidades estão aumentando este número cada vez mais, para disponibilizar mais de 100 disciplinas na língua inglesa por semestre.

Pós-graduações na Coreia do Sul:

  • Mestrados: dois ou mais anos de estudos e 24 créditos acadêmicos. Depois de cursar todos os créditos, o estudante precisa passar em um teste de qualificação para poder escrever a dissertação;
  • Doutorados: três ou mais anos de estudos e 36 créditos acadêmicos. Depois de cursar todos os créditos, o estudante precisa passar em um teste de qualificação bastante abrangente e escrever a sua tese;
  • Pós-doutorados.

Institutos de Coreano

Os cursos de coreano são oferecidos em institutos de língua coreana, que muitas vezes são parte integrada de universidades. Eles são bastante populares entre estudantes internacionais interessados em cursar uma instituição de ensino superior na Coreia do Sul. Toda semana, os alunos passam por 15 a 20 horas de aulas, durante dez a 12 semanas. Alguns cursos também incluem eventos e passeios culturais pela região, para que os estrangeiros se familiarizarem com a história e os costumes sul-coreanos, e pratiquem o idioma em diferentes ambientes.

A média de custos de um curso de coreano na Coreia do Sul é de aproximadamente KRW 950.000 a KRW 1.500.000 (de R$ 2.656,92 a R$ 4.195,14, segundo a cotação do dia 21 de dezembro de 2016).

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola