Topo
pesquisar
Em 15/01/2014 15h21, atualizado em 15/01/2014 15h30

Dicas de como escrever o seu personal statement/essay

Estudar no Exterior

Veja como escrever uma boa carta de motivação, necessária para quem quer estudar no exterior Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

O personal statement ou essay é uma redação (ou uma "carta de motivação") que os candidatos às vagas universitárias precisam escrever como parte da maioria dos processos seletivos para estudar no exterior. Basicamente, trata-se de um texto escrito em inglês pelo estudante sobre algum tema escolhido por ele ou pela universidade, e que deve demonstrar que o candidato está preparado para os estudos acadêmicos e convencer a universidade a admiti-lo. Leia mais sobre a essay aqui.

É comum precisar de vários rascunhos até chegar a um resultado satisfatório quando escrevemos um texto (este mesmo que você lê agora, online, passou por algumas versões antes de ser finalizado). O mesmo vai acontecer com o seu personal statement, com certeza. Ainda mais pela obrigação de escrevê-lo em inglês e por ser um texto extremamente pessoal. Por estas e outras que o melhor a se fazer é dar início à carta com um intervalo bem grande até a data final de inscrição no processo seletivo.

A sua redação precisa ser bem escrita, original e interessante. Tendo estas três características, você garante a atenção da equipe responsável pela admissão da instituição. O ideal é explicar inicialmente quais fatores lhe levaram a optar pela engenharia (jornalismo, matemática, ou qual for a sua área de estudo escolhida). Tentar convencer o quanto você gosta daquela área não será suficiente; você precisa ter provas, que deverão aparecer em forma de experiência de trabalho, trabalhos voluntários, atividades extracurriculares, e qualidades pessoais.

Veja a seguir algumas dicas de como escrever a sua redação:

- Tente, sempre que possível, começar as sentenças em primeira pessoa ("Eu consegui um estágio" ao invés de "Tal empresa me concedeu um estágio"). 

- Não confunda comprovar seu interesse pela área de estudo com comprovar seu conhecimento. Você não precisa saber tudo sobre ela, afinal, é exatamente para aprender que você quer ser admitido, não é mesmo? 

Relate apenas as experiências de trabalho que sejam relevantes à sua área de estudo. Não adianta encher a essay de coisas que você já fez/aprendeu se elas não tiverem relação nenhuma com o que você quer estudar (a não ser que as qualidades sejam transferíveis, como trabalho em equipe).

Qualidade é melhor que quantidade. Escolha as experiências que mais lhe proporcionaram aprendizados e qualificações e as explique de forma mais detalhada. De que maneira elas lhe ajudaram a se aproximar da engenharia (administração de empresas, publicidade e propaganda, etc.)?

Dê preferência às experiências práticas. Por exemplo: se você está concorrendo a uma vaga em um curso de medicina e já tiver experiência clínica com pacientes reais, não deixe de mencioná-las.

Use sentenças curtas e objetivas. Se elas forem desnecessariamente longas, a equipe de admissão pode acabar se entediando. 

Não seja repetitivo. Mesmo que tenha aprendido e reforçado o aprendizado em diferentes experiências, só é necessário citá-los apenas uma vez (você não precisa de três exemplos extensos de como você consegue lidar com responsabilidades, por exemplo. Um exemplo bem dado é suficiente).

Comunicação, liderança e confiança são sempre qualidades bem vistas. Mas cuidado: ser sincero e saber exaltar suas próprias qualidades são coisas diferentes de ser arrogante.

Suas atividades extracurriculares podem demonstrar hobbies e gostos particulares, como ouvir música, socializar com os amigos, ir à academia, entre outras, desde que você possa explicar como elas lhe ajudaram de alguma forma (ou, talvez, correlacioná-las à área de estudo).

- As atividades extracurriculares são importantes porque demonstram de que forma você poderá contribuir com a vida acadêmica da instituição e com as organizações estudantis (clube de teatro, times esportivos, grupo de fotografia, etc.). Se você tem um hobby há muito tempo, que lhe faz bem e lhe ajuda de alguma forma, mas não tem ligação nenhuma com o seu curso almejado, não faz mal; não precisa tentar justificá-lo se ele não corresponde à área de estudo.

- Se o espaço for limitado (o que quase sempre acontece), prefira escrever sobre as experiências extracurriculares e hobbies que envolvam trabalho em equipe, liderança, habilidades comunicativas, e superação de desafios (qualidades transferíveis).

- Ao terminar a carta, a forma ideal seria resumir os motivos que lhe fizeram optar pela área de estudo e de que forma você acredita estar preparado para cursá-la. Lembre-se: é apenas uma conclusão, você não precisa explicá-las novamente.

Evite, de todas as formas possíveis, qualquer tipo de erro. Revise várias vezes, use revisores online, peça para outras pessoas revisarem. Erros de digitação, gramática e ortografia podem fazer com que descartem o seu personal statement imediatamente.

Por Brenda Bellani

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola