Topo
pesquisar
Em 14/05/2015 17h30

Como medir o sucesso da educação internacional?

Estudar no Exterior

Especialistas identificaram alguns fatores para medir o sucesso, satisfação estudantil e potencial da instituição entre estudantes internacionais Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

Como medir o sucesso da experiência de quem resolveu viajar para outro país para estudar? Como saber se a educação internacional foi positiva e benéfica. A verdade mesmo é que nem as próprias instituições estrangeiras têm medidas claras e “palpáveis” para medir o sucesso da educação internacional. Mas calma! O site Pie News publicou um texto muito interessante analisando o que exatamente constitui o sucesso na educação internacional. Conversando com especialistas de diferentes universidades e escolas de idioma da Irlanda, Estados Unidos, Espanha, Reino Unido e outros, conseguiram identificar alguns fatores que funcionam como medidas de sucesso, satisfação estudantil e potencial da instituição entre estudantes internacionais.

A educação internacional é vendida com expressões como “experiência completa”, “amplição seus horizontes” e “oportunidade de crescer”. No entanto, como ter certeza de que a experiência de estudar em outro país realmente foi completa, ampliou os seus horizontes e lhe fez crescer? Com os seguintes fatores:

A vida fora da sala de aula: este fator é mais chamativo para quem vai para o exterior estudar um idioma. Realmente, a escola que oferecer mais atividades, eventos e opções de lazer fora do horário de aula proporcionará uma experiência mais completa ao estudante. Além disso, dá a oportunidade de fazer novas amizades com pessoas de diferentes nacionalidades e de treinar a teoria na prática, em situações reais, por exemplo, jogar boliche com outros estudantes, fazer um tour pela cidade, happy hour, trabalho voluntário etc. Por isso, é importante escolher uma instituição que oferece atividades extracurriculares e de entretenimento para os estudantes além de uma forte grade curricular.

Ter novas perspectivas sobre o mundo: estudar no exterior e conhecer pessoas de diferentes nacionalidades é uma excelente maneira de estar ciente sobre o mundo e suas diferentes culturas, além de aprender a enxergá-las com curiosidade e respeito. Não há uma medida quantitativa para este tipo de experiência, portanto é muito difícil ter uma porcentagem do sucesso da educação internacional vista por este aspecto. No entanto, as universidades dão muito valor à diversidade no campus e à comunidade estudantil internacional. Se a sua intenção é estar em contato com pessoas do mundo todo, encontre uma universidade que valorize a diversidade (e que também ofereça clubes e associações estudantis internacionais).

Pesquisas estudantis: pesquisas de satisfação funcionam de forma mais eficaz quando realizada com estudantes de graduação, por ser um curso mais longo, de quatro anos. É feita a mesma pesquisa no primeiro e último ano de estudos e, assim, é possível dar uma nota a variados aspectos da experiência. Aqueles que conquistarem as menores notas receberão a atenção da universidade para melhorar a experiência dos próximos estudantes. Mesmo assim, em escolas de idiomas ou outras instituições que ofereçam cursos de curta duração, a pesquisa estudantil também pode ser eficiente; permitir que os estudantes avaliem a experiência é ir direto à fonte. Se os resultados desta pesquisa forem animadores, com certeza você encontrará informações sobre ela no site oficial da instituição, porque ela terá orgulho em divulgá-la.

Empregabilidade: a taxa de empregabilidade entre os estudantes também é um indicador de que a educação internacional foi bem-sucedida. Você encontrará nos sites de universidades a informação de que “tantos por cento dos nossos estudantes encontraram uma vaga profissional em até seis meses após a graduação”, porque este é mais uma medida que as instituições usam para comprovar a qualidade de seus cursos. Sendo a graduação, acima de tudo, uma preparação para a vida profissional, esta realmente pode ser uma medida do sucesso. Por isto, tantas universidades dão ênfase nas formas de melhor preparar os seus estudantes para o mercado de trabalho, seja com parcerias e contatos em diferentes setores, estágios, feiras de profissões, etc.

Estudantes mentores: algumas das instituições entrevistadas pelo Pie News tiveram altas porcentagens de aprovação de programas de peer mentoring: estudantes veteranos do segundo ano que trabalham voluntariamente como mentores de calouros para ajudá-los a se adaptar à vida acadêmica, fazer novos amigos e também a participar mais ativamente das atividades do campus.

A experiência de ex-alunos: o sucesso também pode ser medido pelos ex-alunos – se eles mantêm contato com a universidade mesmo anos após a graduação; se eles se tornaram profissionais bem-sucedidos; se trabalham para famosas empresas ou criaram os seus próprios negócios; etc. No site oficial da universidade, procure pela seção Alumni para conhecer a rede de ex-alunos da instituição.

Propaganda boca a boca: mesmo com a tecnologia, a recomendação boca a boca ainda é uma ferramenta eficaz para atrair novos estudantes e um excelente medidor de sucesso, afinal, se um ex-aluno recomenda a instituição é sinal de que realmente ficou satisfeito com a sua experiência nela. Pesquise por seções intituladas Students Testimonial ou Students Experience no site oficial das universidades para ler depoimentos dados pelos estudantes da escola.

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola