Topo
pesquisar
Em 19/03/2015 14h30, atualizado em 19/03/2015 14h35

Como abordar universidades internacionais sobre bolsas de estudo

Estudar no Exterior

Estudantes interessados em estudar no exterior devem evitar algumas falhas para conseguirem a bolsa Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

Para muitos, uma bolsa de estudo é essencial para conseguir realizar o sonho de estudar no exterior. A boa notícia é que inúmeras instituições internacionais realmente oferecem algum tipo de bolsa, desconto ou concessão especificamente a estudantes estrangeiros. No entanto, há todo um processo para que a universidade decida quem receberá a assistência financeira e a concorrência costuma ser acirrada. (Leia mais sobre isso aqui.)

O primeiro passo é sempre a pesquisa. Há opções disponíveis em faculdades e universidades pelo mundo todo, o seu papel é encontrá-las. E se você já tiver decidido em quais universidades se inscreverá, pode entrar em contato direto com elas para perguntar especificamente sobre as bolsas de estudo disponíveis. Normalmente, as instituições disponibilizam informações sobre suas bolsas no próprio site oficial por alguns motivos, entre eles, este aqui: as bolsas de estudo, em muitos casos, são a única forma de atrair estudantes em potencial que não poderiam bancar pelo curso de outra maneira, diversificando e fortalecendo o corpo estudantil.

Pelo Hotcourses Brasil, você pode usar o campo de pesquisa por bolsas de estudos para ter acesso ao banco de dados com as informações selecionadas por você, com os seus interesses específicos, como país, área de estudo e tipo de curso. Pesquise aqui!

Aí chega a hora do segundo passo: entrar em contato com a universidade. Este passo é realmente muito importante. Não adianta se inscrever em qualquer bolsa de estudo sem saber se você é elegível. Além disso, a universidade pode lhe informar sobre qualquer opção que ainda não tenha sido preenchida ou informada no site. 

Mas qual é a melhor forma de perguntar sobre bolsas de estudo para a universidade?

É importante se lembrar sempre que as universidades recebem mensagens de pessoas pedindo por bolsas de estudo diariamente. Todos interessados na mesma coisa: assistência financeira para estudar no exterior. Por isso, não é possível para elas dar atenção a todos os interessados, quanto menos oferecer uma bolsa de estudo a cada um deles, infelizmente. Normalmente, as instituições possuem uma equipe preparada para responder dúvidas sobre este assunto específico, mas como a quantia de mensagens é grande, é natural que precisem separar as mais sérias, interessadas, diretas e bem escritas das demais, dando preferência aqueles candidatos que possam resultar em estudantes admitidos pela universidade (assim como é feito com currículos em um processo seletivo profissional). 

E como escrever uma mensagem séria, interessada, direta e bem escrita?

1. Demonstre interesse pela universidade e não pergunte apenas sobre a bolsa de estudo.
Você pode (e deve) perguntar sobre bolsas de estudo. Mas as universidades procuram candidatos que estejam realmente interessados em ser admitidos por elas. Ou seja: você precisa mostrar que pesquisou sobre a instituição e que quer estudar nela. Portanto, não seria uma boa ideia focar apenas no quesito “bolsas de estudo” quando escrever a sua mensagem. Faça outras perguntas importantes, como, por exemplo, sobre o valor do curso, a grade curricular, as acomodações estudantis, o número de estudantes internacionais na universidade e qualquer outra dúvida que você realmente tenha em relação à ela.

Um exemplo de pergunta específica: “A universidade oferece algum tipo de bolsa de estudo para um estudante internacional interessado na graduação de Economia, para começar os estudos em 2016?”

Outra coisa que as universidades procuram nas mensagens que elas recebem é conhecer o candidato de uma maneira geral (algo característica do processo seletivo holístico de alguns países). Por isso é sempre bom se apresentar na mensagem e escrever algumas informações relevantes sobre você: nome completo, nacionalidade, idade, nível escolar/acadêmico, curso de interesse na universidade e coisas do tipo.

Um exemplo de apresentação: “Olá, meu nome é Maria da Silva, sou brasileira, tenho 18 anos e estou no terceiro ano do ensino médio. Tenho interesse em estudar uma graduação de Economia na Universidade de Glasgow”. 

2. Não exija uma bolsa de estudo
O tom da sua mensagem é muito importante. Polidez é sempre importante e é bastante valorizada pelas instituições. Como as mensagens devem ser escritas em inglês, é normal que aconteça alguma falha na comunicação. Por isso, este é só mais uma razão para escrever a sua mensagem com cuidado e educadamente. 

Não adianta pedir, de forma bastante genérica, que a universidade te envie informações sobre bolsas ou que te ligue diretamente. Com o volume de emails que ela recebe todos os dias, isto é praticamente impossível. É por isso que as suas dúvidas devem ser diretas e específicas e demonstrarem que você fez o seu “trabalho de casa” – ou seja, que pesquisou e se informou sobre a universidade antes de enviar o seu email. 

Outro erro comum é relatar as suas dificuldades e lutas longa e detalhadamente, e salientar o quanto você gostaria de estudar no exterior para convencer a universidade a te dar uma bolsa de estudo. Há um processo seletivo para que as bolsas sejam concedidas, que exige diversos documentos, como histórico escolar (para bolsas oferecidas com base em mérito) e declaração de condições financeiras (para bolsas concedidas com base em necessidade financeira), no mínimo. E o número de bolsas de estudo disponíveis é limitado. Por isso, mesmo que você realmente passe por circunstâncias que dificultem os seus estudos no exterior, a universidade tem uma série de regras que precisa ser seguida para conceder as bolsas disponíveis – e não há como fugir delas.

3. Fluência suficiente no inglês.
Capriche no inglês! A sua proficiência realmente influenciará a forma com que a universidade responderá o seu email. Lembre-se que proficiência no inglês (comprovada com o teste IELTS ou TOEFL) é uma exigência do processo seletivo no exterior, então, de qualquer forma, você deverá ter uma fluência mínima para ser admitido. Uma mensagem sem erros de gramática e ortografia (ou que não tenha sido obviamente traduzida por uma ferramenta automática de tradução – sim, eles conseguem identificar!) causará uma excelente primeira impressão. Prefira sempre uma linguagem mais formal e educada e evite o uso de contrações e gírias.

Resumidamente, quando for escrever um email perguntando sobre bolsas de estudo para uma universidade internacional, lembre-se:
- Use um tom formal e seja educado;
Capriche no inglês. Revise sua mensagem antes de enviar para corrigir qualquer possível erro.
Apresente-se e demonstre-se um candidato em potencial.
Evite histórias longas e detalhadas.
Não peça informações genéricas. Faça perguntas específicas.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola