Topo
pesquisar
Em 25/05/2017 07h49, atualizado em 25/05/2017 07h54

Brasileira conta experiência de cursar o ensino médio no exterior

Estudar no Exterior

Há um ano em Londres, Ingrid Tremura, fala sobre adaptação na Inglaterra, matérias, professores e até os seus planos de fazer uma graduação no exterior. Por Hotcourses Brasil
Ingrid Tremura, 15, está há um ano em Londres, no Reino Unido
Ingrid Tremura, 15, está há um ano em Londres, no Reino Unido
PUBLICIDADE

Você já se perguntou como deve ser estudar o colegial na Inglaterra? Será que é muito diferente do Brasil? Quais os principais desafios? E as vantagens? Há um ano em Londres, no Reino Unido, Ingrid Tremura, 15, mudou-se com a família com o intuito de ter uma educação melhor e, desde então, cursa o ensino médio (ou high school) na Notre Dame Roman Catholic Girls’ School. Ela conversou com o Brasil Escola e compartilhou conosco tudo o que ela está vivenciando, desde a adaptação na Inglaterra, as matérias e professores até os seus planos de fazer uma graduação no exterior.

Quando e por que você se mudou para Londres?

Eu me mudei para Londres em maio de 2016, faz um ano. Eu me mudei com o propósito de ter uma educação melhor. Sair do Brasil foi uma decisão muito difícil e demorou bastante tempo para eu saber se era isso que eu queria para minha vida, mas não me arrependo de nada. 

Como foram os primeiros dias de aulas? O que foi mais fácil e o que foi mais difícil de se adaptar no começo?

Os primeiros dias de aula foram bem complicados, eu estava muito perdida e como me mudei sem falar inglês, eu não entendia nada, mas eu fui caminhando e com a ajuda dos professores e dos alunos, eu consegui entender o que estava acontecendo. 

Acredito que a adaptação varia de pessoa para pessoa, o difícil é morar longe dos amigos e da família. O mais fácil, por incrível que pareça, foi a maioria das pessoas não falar português, eu sempre tive uma vontade de aprender outras línguas, acho muito incrível, e ter essa oportunidade de aprender com os nativos está sendo maravilhoso. 

O que te ajudou a se acostumar à nova escola?

Meus pais sempre me ajudaram muito, mesmo com meu pai morando longe, ele sempre parecia estar presente; e os novos amigos também, tem muita gente brasileira aqui fora, a gente acaba formando um grupo de brasileiros, isso é bom, porque me sinto em casa. Os dias vão passando e você acaba vendo como é bom viver uma experiencia que todo mundo gostaria de viver. As pessoas aqui são super simpáticas, sempre querem saber da onde você vem, que língua fala e tentam te ajudar a aprender inglês, isso me ajudou muito. 

Quais são as principais diferenças entre estudar o colegial no Brasil e na Inglaterra?

São tantas, aqui as matérias são muito diferentes e você não é obrigado a estudar aquelas matérias que não sabemos para que vamos precisar quando crescermos, aqui você pode escolher que aula você que ter, isso é sensacional. O legal daqui é que de seis em seis semanas a gente tem uma ou duas semanas de folga, é bom para descansar e colocar as matérias em dia. No Brasil temos feriados, mas como cada feriado é uma hora diferente, isso dificulta um pouco, pois ficamos meio perdidos. 

O uniforme também é super diferente, é bonito, lembra aqueles de filme, mas eu sinto falta do uniforme do Brasil. As regras da escola que são meio chatas, pois não podemos usar maquiagem e assessórios, nem levar celular para a escola. A mochila tambem tem que ser a mesma para todo mundo.

Do que você mais gosta na sua escola de Londres? E do que você sente mais falta do Brasil?

O que eu gosto na escola de Londres é que eles são muito focados no que o aluno quer, o que ele quer para futuro e essas coisas que no Brasil você tem que estudar muito para coisas que não tem muito sentido para seu futuro. Eu sinto muita falta dos meus professores, aqui você não tem aquela amizade com os professores, aqui você é só mais um aluno no meio da multidão. Mas isso faz você se esforçar mais para ser lembrado por eles. 

Como são as suas aulas, as suas disciplinas e os seus horários de aulas? 

Eu chego à escola às 8h55 e saio às 15h20, é um horário bom para dormir um pouco mais, mas eu acabo perdendo muito a tarde. Antes de você entrar na escola, você tem uma entrevista e lá você vai poder escolher quais matérias gostaria de ter, normalmente você escolhe uma ou duas línguas para ter aula; matemática, inglês, ciências são obrigatórios, o resto você escolhe, como, por exemplo, ter aula de culinária, musica, educação física, artes, mídia, entre outras. Uma coisa boa também é que sempre depois das aulas alguns professores fazem clubes, e você pode ir lá e tirar suas dúvidas.

Como você foi recepcionada na escola, tanto pela equipe de funcionários e professores quanto pelos outros estudantes e colegas de classe? A escola tem mais alunos estrangeiros?

A escola tem bastante aluno estrangeiro, de vários lugares do mundo, você pode treinar falar várias línguas, isso é bem diferente do que no Brasil. Os funcionários da escola me deram maior ajuda, sempre estavam lá quando eu precisava conversar. Lógico que tem alguns que nem ligam para você, mas outros que são bem carinhosos e sabem o quanto é complicado no início. Os estudantes falam com você, querem te conhecer, mas como toda escola nova, demora um tempo para fazer amizade. 

Quais são os principais desafios de se estudar o ensino médio na Inglaterra?

Entender os professores em outra língua, fazer provas em outra língua, isso está sendo bem complicado. E a diferença de matérias, porque eles dão algumas que nunca vi ou outras que eu já vi, mas há muito tempo atrás.

E quais são as principais vantagens?

Sem dúvida, o meu futuro. Eu fico imaginando o quanto esse esforço de estudar horas e horas vai valer a pena, acho que aqui você tem de esquecer o passado totalmente e um pouco do presente também, porque no presente eu estou sofrendo, para aprender a língua, ter uma vida boa, como eu tinha no Brasil, mas tenho certeza que no futuro a minha vida vai ser o dobro de felicidade do que era. E também aprendo como é viver de verdade, como a vida é difícil e quão forte nós devemos ser nessa vida para ter o nosso lugar no mundo, pois aqui fora o seu lugar em uma boa faculdade é muito disputado.

O que você pretende fazer quando concluir o ensino médio?

Eu agora estou concluindo o décimo primeiro ano, isso quer dizer que estou fazendo umas provas bem parecidas com a prova do ENEM no Brasil, mas aqui é para passar para uma escola que é mais o menos uma preparatória para a faculdade. No meu caso, vou fazer engenharia mecânica, então escolhi estudar física, matemática e ciência da computação. Eu espero conseguir uma vaga em uma escola que estou muito ansiosa para entrar aqui em Londres, para depois conseguir uma vaga em uma faculdade dos Estados Unidos ou aqui mesmo. Uma Cambridge, quem sabe? 

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola