Topo
pesquisar
Em 17/02/2016 12h02, atualizado em 12/05/2016 16h32

10 dicas para conseguir uma bolsa de estudo no exterior

Estudar no Exterior

Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

É mais comum do que se imagina depender de uma bolsa de estudo para conseguir realizar o sonho de estudar no exterior. Em alguns casos, ela representa literalmente a diferença entre ir e não ir; em outros, ela apenas ajuda a cobrir alguns custos de vida e concede um estipêndio para que o estudante possa aproveitar a vida estudantil no exterior com um pouco mais de segurança e tranquilidade. 

Há muitas bolsas de estudo disponíveis; apesar de a maioria ser concedida com base no mérito escolar/acadêmico, existe opções que não exigem que o candidato prove ser o “estudante mais brilhante do mundo”. Mesmo assim, não há escapatória: o processo seletivo para bolsas de estudo é incrivelmente competitivo. Por isso, com base em uma matéria do Study Link, listamos a seguir algumas dicas que podem ajudá-lo a conquistar a sua bolsa no exterior (ou pelo menos facilitar a sua procura).

1. Você normalmente só pode se inscrever em uma bolsa de estudo após já ter sido admitido em uma universidade no exterior
Pode parecer o caminho contrário, mas a verdade é que a maioria das bolsas de estudo é concedida a estudantes já admitidos no exterior. De fato, algumas exigem inclusive a carta de admissão do estudante como um dos documentos obrigatórios do processo seletivo. A universidade quer certificar-se de que o candidato será capaz de bancar os estudos no exterior e as despesas com a viagem, por isso, a seleção universitária vem antes.

2. Dificilmente a bolsa de estudo será integral
É bom saber desde o começo para não se iludir: não há como estudar de graça. Mesmo se você tiver a sorte de conseguir uma rara bolsa integral (que cobre o valor total do curso), possivelmente você ainda terá que gastar com viagem, alimentação, livros, seguro de saúde, lazer e outros gastos.

3. Procure além da universidade
Você consegue encontrar listas completas de universidades em diferentes sites, inclusive de fundações particulares (como as bolsas da Fulbright) ou de órgãos do governo do país que você pretende estudar (como o Orange Tulip, da Holanda, ou o British Council, do Reino Unido).

4. Toda ajuda é válida
Não deixe de se inscrever em todas as oportunidades, mesmo que a quantia seja módica para comprar o seu material de estudo ou ajudar na primeira parcela da sua taxa de ensino (é bastante comum as universidades darem bolsas de U$ 1.000 a U$ 5.000 por mérito para estudantes admitidos no primeiro ano de uma graduação, por exemplo). Será um gasto a menos para se preocupar!

5. Inscreva-se em quantas que puder
Neste contexto, a máxima é verdadeira: quanto mais, melhor. Leva tempo e dedicação se inscrever em bolsas de estudo, mas quase sempre o processo é gratuito. Portanto, não custa nada tentar. (Não se esqueça de verificar os requisitos de cada uma delas, pois podem variar amplamente.)

6. Seja confiante
Se a inscrição exigir uma carta ou redação (personal statement/essay) explicando por que você merece a bolsa de estudo, não se intimide e não tenho receio de vender o seu peixe. Liste todas as suas conquistas relevantes – e não apenas as acadêmicas, como também trabalho voluntário, experiência profissional, premiações e distinções.

7. Evite fraudes
Não existe “bolsa de estudo garantida”. Quando o milagre é demais, o santo desconfia. Normalmente, não se paga inscrição nenhuma para concorrer a uma bolsa de estudo. Dificilmente, a bolsa será integral. Mas infelizmente existem empresas de bolsas de estudo duvidosas que vão pegar o seu dinheiro, tirando proveito da sua vontade de estudar fora, e sumir. Sempre que encontrar um novo processo seletivo, procure saber sobre ele – mais precisamente, se é de confiança – antes de se inscrever.

8. Faça tudo com antecedência
Você precisa pensar no seu orçamento com, no mínimo, 18 meses de antecedência em relação ao início do curso no exterior. Mas após ser admitido, você pode ter um período curto até a viagem, ou seja, pouco tempo para procurar por bolsas de estudo. Por isso, não espere até o último minuto. Mesmo que você precise ser admitido antes de começar a enviar suas inscrições, isto não significa deixar de lado as suas pesquisas. Faça uma lista de todas as bolsas que você gostaria de se aplicar e já providencie todos os documentos necessários.

9. Mantenha um arquivo com todos os seus documentos
Você precisa de provas de financiamentos para conseguir o visto de estudante, incluindo a sua oferta de bolsa de estudo.

10. Tenha um plano B
Não se desespere se só receber respostas negativas. Há outras formas de financiar os seus estudos no exterior. Empréstimos, ajuda de familiares, patrocínio de empresas são outras opções que você deve considerar.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola