Após reclamações, Inep justifica aumento da taxa de inscrição do Enem

Instituto afirma que aumento de aproximadamente 20% é resultado de uma atualização monetária

Alvo de reclamações de estudantes desde a última semana, o aumento no valor da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 de R$ 68 para R$ 82 foi explicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em nota publicada nesta quarta-feira, 19 de abril.

Confira a nota do Inep sobre o aumento da taxa do Enem

Acesse o Edital do Enem 2017

Conforme justificativa apresentada pelo órgão, o aumento de aproximadamente 20% é resultado de uma atualização monetária. "Cerca de 6% são relativos ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de janeiro de 2016 a janeiro de 2017. Os demais 14% são referentes a correções do mesmo índice não aplicadas entre 2004 e 2014”, diz a nota.

O Inep também reiterou que o valor da inscrição do Exame permaneceu em R$ 35 por 10 anos, apesar das variações dos preços de mercado, reajustes inflacionários e aumento dos custos da seleção e acrescentou que “apesar do aumento, o valor cobrado não cobre o que o Exame gasta com cada participante que faz o Enem”.

Clique na imagem para ampliar

O órgão listou, ainda, as taxas de inscrição dos seis principais vestibulares do país para mostrar que, mesmo com o aumento, a taxa de inscrição do Enem 2017 é inferior aos valores cobrados nesses processos seletivos. Um dos exemplos é o Vestibular da Fuvest, que no ano passado cobrou R$ 145, R$ 63 a mais do que a nova taxa do Enem.

Clique na imagem para ampliar

Enem 2017

O Edital da próxima edição do Enem foi publicado no último dia 10. Segundo o documento, as inscrições poderão ser feitas de 8 a 19 de maio, exclusivamente pela internet. Já as provas serão aplicadas nos dias 5 e 12 de novembro, dois domingos consecutivos conforme resultado da Consulta Pública. A divulgação do resultado está prevista para 19 de janeiro de 2018.

A inscrição no Exame permite que o candidato concorra às vagas oferecidas pelas instituições públicas de ensino superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) e às bolsas de estudo integrais e parciais em instituições privadas de educação superior, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). A partir deste ano, o Enem deixa de ser usado para Certificação de Conclusão do Ensino Médio

O participante também pode utilizar as notas obtidas na selção no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), para cursos técnicos; no Programa de Financiamento Estudantil (Fies), no Programa Ciência sem Fronteiras e para ingressar em instituições de ensino superior de Portugal

Mais informações podem ser obtidas pelo Edital do Enem 2016 ou pelo telefone 0800-616161.


Fonte: Brasil Escola - http://vestibular.brasilescola.uol.com.br/enem/apos-reclamacoes-inep-justifica-aumento-taxa-inscricao-enem/338887.html