Topo
pesquisar
Em 14/05/2015 14h51, atualizado em 15/05/2015 00h57

Enem 2015: Inscrições começam dia 25 de maio

Notícias

Prazo segue até dia 5 de junho. Provas serão em 24 e 25 de outubro. Por Lorraine Vilela Campos
PUBLICIDADE

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na tarde desta quinta-feira, 14 de maio, o cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015. As inscrições poderão ser feitas entre os dias 25 de maio e 5 de junho.As provas serão feitas nos dias 24 e 25 de outubro. As datas foram anunciadas pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, em coletiva de imprensa.

O Edital será divulgado na próxima segunda-feira, 18 de maio. A expectativa é de 9 milhões de inscritos, levando em consideração o número de inscritos do último ano. De acordo com o MEC, o aumento da participação nas ultimas edições é de aproximadamente 24%. 

Serão 850 mil colaboradores na execução do Enem, incluindo Forças Armadas, que atuarão na entrega dos malotes de provas em locais remotos, Correios, fiscais de sala e corretores das provas. 

Taxa de inscrição

Uma das alterações anunciadas pelo MEC é a taxa de inscrição que passará de R$ 35 para R$ 63 e deverá ser paga até 10 de junho. Os estudantes de escolas públicas continuam isentos. No entanto, os beneficiados com a isenção que faltarem em 2015 deverão pagar o valor em 2016, salvo casos em que houver justificativa, já que estes participantes representaram 65% dos faltosos em 2014. A mudança tem como objetivo diminuir o número de faltas e reduzir o prejuízo causado ao Exame devido aos gastos, já que o custo do ano passado foi de R$ 52 por aluno. "A uma responsabilidade moral que é preciso assumir", afirma Janine sobre o compromisso com a participação no Enem por parte dos alunos. 

Os gastos com o Enem 2014 foram de R$ 453 milhões, um aumento de R$ 27% em relação a 2013. Já a arrecadação com as taxa de inscrição equivalem a R$ 80 milhões. A taxa não sofria alterações em seu valor desde 2004. De acordo com o MEC, a alta nos valores acontece por conta do maior número de inscritos devido a utilização do Exame como forma de ingresso no ensino superior. Segundo Janine, com a mudança a expectativa é de uma economia de 20% nos gastos. 

Inclusão Social

Outra alteração é a garantia do uso do nome social ao estudante. O aluno poderá utilizar o nome da sua escolha, assim como deverá ser chamado pelo mesmo, independente do sexo constante no documento de identidade. Os participantes poderão utilizar os banheiros referentes ao gênero com o qual se identificam. As medidas visam a inclusão social. 

Cartão de Confirmação

O cartão de confirmação deverá ser obtido por download na página do Enem e não será mais entregue pelos Correios. A medida visa evitar o extravio pelo Correios e economizar nos gastos. "É uma economia de recursos substancial", ressalta Janine. "Pelo menos R$ 18 milhões de economia", complementa. 

Início das Provas

Entre a abertura dos portões e início das provas haverá um tempo de 30 minutos. Esse tempo será usado para todos os procedimentos necessários até o começo do Exame, como passagem pelo detector de metal, e um melhor desempenho na execução do Exame. Os malotes de provas só serão abertos depois dos 30 minutos, na frente de todos os participantes.

Medidas de Segurança

Haverá mudanças também nas medidas de segurança no site o Inep no momento da inscrição. O e-mail poderá ser utilizado apenas por um único estudante, para que as informações de confirmação possam ser garantidas, assim como a inclusão do número de celular. 

Correções

De acordo com o MEC, as regras da correção permanecem as mesmas das edições anteriores, pois o sistema é considerado "satisfatório e confiável". 

Enem Digital

A aplicação digital do Enem continua nas metas do MEC. De acordo com Janine, devido aos maiores custos da implementação da versão online não será possível tal medida para 2015. No entanto, os estudos serão mantidos para 2016. 

O Exame

O Enem foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) em 1998, com o objetivo de avaliar o desempenho de estudantes do Ensino Médio de todo Brasil. Com a criação do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), em 2009, o Exame passou a ser a principal porta de entrada de alunos em diversas instituições federais de educação superior, o que fez a sua importância crescer ainda mais, assim como tem apresentado uma maior adesão de participantes a cada ano. 

Além do SiSU, o Enem é pré-requisito para a participação no Programa Universidade Para Todos (ProUni), que oferece bolsas em instituições particulares a estudantes de baixa renda, assim como do Fundo do Financiamento Estudantil (Fies), responsável por financiar cursos de graduação em faculdades privadas de todo o país. 

Por Lorraine Vilela

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola