Topo
pesquisar
Em 13/06/2014 15h25, atualizado em 23/06/2014 12h06

Correção da Redação no Enem

Enem

Os critérios para a correção da redação no Enem ficaram mais rigorosos. Para alcançar uma boa nota, o candidato deverá ficar atento às cinco competências exigidas. Por Luana Castro Alves Perez
Desde 2013 os critérios de correção da redação no Enem ficaram mais rigorosos. Piadas e inadequação agora são exemplarmente punidos.
Desde 2013 os critérios de correção da redação no Enem ficaram mais rigorosos. Piadas e inadequação agora são exemplarmente punidos.
PUBLICIDADE

Infelizmente, nas edições anteriores do Exame Nacional do Ensino Médio, surgiram alguns questionamentos sobre o critério de correção da prova de redação. A mídia veiculou exaustivamente situações em que alguns candidatos, desprovidos de bom senso, extrapolaram limites e trataram a prova de redação com escárnio, reproduzindo integralmente hinos de futebol e até mesmo receitas de macarrão. Desde 2013 esse tipo de comportamento é exemplarmente punido, e a “gracinha”, que não tem graça nenhuma, pode zerar a redação.

Desde então a correção da redação do Enem ficou mais rígida, mesmo porque os deboches e comportamentos inadequados macularam a reputação da maior porta de entrada para as melhores universidades brasileiras. Outro problema identificado foi a atribuição de nota máxima para redações que apresentaram desvios gramaticais, situação que também colocou a credibilidade do Exame à prova. A partir de agora, para conseguir alcançar a tão sonhada nota mil, o candidato vai precisar demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita, primeira competência avaliada. E por falar em competências, fique atento às cinco competências avaliadas na redação do Enem:

1) Domínio da norma padrão da língua escrita: Consiste na aplicação das normas gramaticais aprendidas ao longo da vida escolar do candidato. Atenção com a ortografia, concordância, pontuação e com o coloquialismo, que deve ser evitado.

2) Compreensão do tema: Uma leitura atenta dos textos motivadores poderão auxiliar o candidato na compreensão do tema. Não entender a proposta pode provocar efeitos desastrosos na nota.

3) Organizar informações e argumentos: A organização das ideias é fator primordial para quem quer expor adequadamente suas ideias. Além de bons argumentos, o candidato deve saber como apresentá-los de maneira clara e objetiva.

4) Correta aplicação da lógica: Seus argumentos precisam ser bem elaborados e coerentes. Um dos fatores que contribuem para a coerência textual é a coesão, por isso, fique atento ao uso dos conectivos, como advérbios e conjunções.

5) Apresentar uma proposta de intervenção para o problema: Não basta apresentar argumentos coerentes, é preciso que o candidato apresente uma proposta de solução para o problema, uma das principais características da redação do Enem.

As redações do Enem serão corrigidas por pelo menos duas pessoas e, todas as vezes em que  as notas dos corretores apresentarem uma diferença superior a 100 pontos, um terceiro avaliador analisará a redação e definirá a nota final. Caso a nota em uma das cinco competências divergir em 80 pontos, a redação também passará por uma terceira correção, critério que fará com que apenas as boas redações sejam contempladas com a nota máxima. Portanto, fique atento às dicas de redação para o Enem e boa prova!

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola