Topo
pesquisar
Em 13/03/2017 11h23, atualizado em 13/03/2017 11h23

A prova do Enem na prática

Enem

Saiba como é composto o exame e as características da prova Por Lorraine Vilela Campos
PUBLICIDADE

Milhões de estudantes participam do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) todos os anos. As provas são utilizadas como porta de entrada para diversas instituições públicas de ensino, além de possibilitarem aos estudantes a obtenção de bolsas de estudos e financiamento estudantil. 

Pré-requisito para a participação no Sistema de Seleção Unificada (SiSU), Programa Universidade Para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), o Enem é cada vez mais popular entre os estudantes. O Brasil Escola explica para você como funciona a prova na prática e quais as suas principais características!

Local e segurança

O Enem é aplicado em mais de 1.710 cidades em todo o Brasil. Todas as horas informadas nos editais correspondem a de Brasília, independente do município de realização das provas. Por isso, o participante precisa ficar atento ao fuso-horário de seu estado para não chegar atrasado. 

Os portões são abertos às 12h e fechados às 13h. Não existe prorrogação no horário de fechamento, portanto, atrasos não são tolerados. Apesar de parecer repetitivo o alerta para a pontualidade, muitos estudantes perdem o Enem por chegarem atrasados.

As provas são aplicadas a partir das 13h30. O intervalo de 30 minutos entre a entrada em sala e o início do exame é para que todos os procedimentos de segurança sejam realizados corretamente. 

O Inep libera a consulta aos locais de prova antecipadamente. Conhecer os possíveis trajetos previamente é recomendado. 

Composição

Desde a reformulação de 2009, o Enem conta com uma redação e 180 questões de múltipla escolha, as quais são aplicadas em dois dias. As perguntas objetivas são divididas em quatro áreas de conhecimento: Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, as quais contam com 45 cada uma. 

O Enem é aplicado em dois domingos consecutivos. No primeiro domingo, os participantes têm 5h30 para responder 45 questões objetivas de Ciências Humanas, 45 de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e elaborar uma redação. A prova do segundo domingo é composta por 45 questões de Matemática e suas Tecnologias e 45 de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

O participante recebe um caderno de provas personalizado com seu nome em cada um dos dias São quatro modelos (cores) em cada dia. O material contém os textos e as questões, os quais podem ser rascunhados nas próprias folhas. As respostas definitivas devem ser assinaladas no cartão-resposta de leitura optica, apenas com caneta esferográfica de tinta preta. Rasuras anulam a alternativa do candidato. 

Conteúdo

As provas do Enem trabalham a interdisciplinaridade em suas áreas de conhecimento. Ciências Humanas é composta por conteúdos de História, Geografia, Filosofia e Sociologia; Ciências da Natureza aborda Física, Química e Biologia; Linguagens e Códigos explora assuntos de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Literatura, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação; e Matemática e suas Tecnologias aborda todos os campos da Matemática.

Redação

A proposta da redação e os textos de apoio são entregues ao participante no caderno de provas do segundo dia. Há nele um espaço para rascunho, mas é obrigatório que o estudante escreva o texto na folha de redação, a qual não possui identificação do aluno para uma correção imparcial. 

A redação do Enem deve obedecer a norma culta da Língua Portuguesa, explorar o tema proposto pelo Inep e trazer uma solução para a questão-problema levantada pelo órgão. De acordo com professores, muitos estudantes não apresentam a proposta de intervenção em seus textos e por isso tiram uma nota mais baixa, já que esta parte representa 20% da pontuação total. 

A folha de redação conta com 30 linhas. O estudante deve escrever um texto dissertativo-argumentativo de sete a 30 linhas. A presença do título não é obrigatória, por isso, a sua ausência não resulta em perda de pontuação. Por sua vez, redações com menos de sete linhas apresentam nota zero, assim como as que fugirem do tema. 

A nota da redação varia de 0 a 1.000. A pontuação leva em consideração as competências exigidas pelo Inep:

- Domínio da linguagem escrita formal;
- Compreensão da proposta da redação e aplicação dos conceitos de diferentes áreas no desenvolvimento do tema, obedecendo os limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo;
- Capacidade de seleção, organização, relacionamento e interpretação das informações, assim como argumentos de defesa do ponto de vista;
- Domínio dos mecanismos linguísticos necessários para se construir a argumentação;
- Elaboração da proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os Direitos Humanos. 

Cada competência pode ter nota de zero a 200. A correção da redação do Enem é feita por dois corretores, mas caso haja desacordo nas observações, uma terceira pessoa corrige a redação. 

Tendo em vista que o segundo dia possui uma hora a mais por conta da redação, o estudante deve ficar atento ao tempo gasto com cada parte da prova. Uma boa maneira de treinar está na leitura e prática de provas anteriores. Aqui você confere as edições passadas do Enem e também as dicas para um bom desempenho da hora da redação

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola