Topo
pesquisar
Em 27/03/2010 07h32, atualizado em 11/10/2017 14h10

Pré-Vestibular ONG Formação Solidária

Cursinhos comunitários

Por Gabriele Pires Alves
ONG investe na educação como instrumento de inclusão social
ONG investe na educação como instrumento de inclusão social
PUBLICIDADE

O Cursinho Solidário surgiu como projeto-piloto em 2002. Idealizado por Elias Bonfim, o extensivo nasceu do sonho de retribuir a chance que o jovem teve ao ganhar uma bolsa de estudos em um dos melhores pré-vestibulares de Curitiba. Além dos estudos pagos, o mentor do projeto contou ainda com uma oportunidade de emprego e também acompanhamento durante a formação acadêmica.

Mais tarde, em 2004, o projeto deu origem à Organização Não Governamental Formação Solidária, cuja missão é contribuir com a educação da população de baixa renda da localidade, permitindo o ingresso ao ensino universitário, sua conclusão e encaminhamento ao mercado de trabalho. 

A ONG beneficia especialmente jovens de alto potencial de comunidades carentes que desejam concluir o terceiro grau como fator de melhoria da sua qualidade de vida.

O Cursinho Solidário atende a jovens residentes em Curitiba e Região Metropolitana que estudaram em escolas da rede pública de ensino ou que usufruíram de bolsas integrais em escolas particulares e que não possuem poder aquisitivo suficiente para frequentar um curso particular. O cursinho prepara o vestibulando para ingressar-se nas faculdades da rede pública de ensino e, da mesma forma, naquelas da rede privada que mantém convênio com o governo federal através do ProUni.

Os 360 alunos assistidos em regime extensivo pelo Cursinho Solidário acompanham as aulas nas dependências do Curso Positivo e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), ambas na Avenida Sete de Setembro, em Curitiba.

Seleção

A seleção é feita em três etapas: na primeira, os candidatos se inscrevem pelo site, onde preenchem um questionário socioeconômico e, posteriormente, pagam a taxa de inscrição; a segunda etapa consiste na aplicação de uma prova de conhecimentos gerais, com conteúdos referentes ao 1º e 2º ano do Ensino Médio; a terceira e última etapa é composta por uma entrevista com a Assistente Social, na qual o candidato precisa apresentar os três últimos comprovantes de renda de todas as pessoas da família, as três últimas contas de telefone, água e energia.

Aulas

Os alunos pagam somente o material didático que não é próprio do extensivo. Cerca de 30 professores, entre titulares e assistentes, sendo todos voluntários, foram o corpo docente do Cursinho Solidário. As aulas acontecem no período da noite durante a semana, das 19h às 22h30, e na parte da manhã aos sábados, das 8h30 às 12h30. Os estudantes são preparados tanto para o vestibular como para o Exame Nacional do Ensino Médio, Enem. O extensivo também assessora os vestibulandos para que eles possam ter oportunidades de aperfeiçoamento pessoal e profissional, seguindo a trajetória de vida do mentor do projeto.

Não existe apoio por parte do poder público. O projeto se mantém através de alguns patrocínios pontuais, cuja maioria dos auxílios é dada à sessão de serviços, como por exemplo, empresas que fornecem seus serviços na área de imprensa e contabilidade de forma gratuita.

O índice de admissão nas universidades tem melhorado a cada ano, com aprovações nas instituições públicas e particulares do Paraná através do ProUni. 

Endereço: Av. Presidente Afonso Camargo, 330, Bloco Ferroviário - Fundos, Jardim Botânico, Curitiba/PR
Site: www.formacaosolidaria.org.br
Telefone: (41) 3234-2363
Facebookfacebook.com/CursinhoSolidario

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola