Topo
pesquisar
Em 30/06/2017 15h16, atualizado em 30/06/2017 17h25

Atualidades Vestibular e Enem - junho 2017

Atualidades

Crise política no Brasil e violência em diversas partes do mundo dominaram os jornais em junho de 2017 Por Adriano Lesme
PUBLICIDADE

Confira o que de mais importante aconteceu no Brasil e no mundo no mês de junho de 2017. Para saber mais sobre os assuntos, clique nos hiperlinks. Você será redirecionado para notícias da Agência Brasil, UOL e Brasil Escola.

Mundo

Protestos na Venezuela

Uma onda de protestos na Venezuela resultou na morte de cerca de 80 pessoas. Venezuelanos protestam contra a eventual mudança da Constituição que está sendo promovida pelo governo do presidente Nicolás Maduro. A eleição da Assembleia Nacional Constituinte foi aprovada para o próximo dia 30 de julho.

Veto migratório de Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, quer proibir a entrada de indivíduos que não tenham familiares em território americano ou que não tenham obtido previamente um posto de trabalho no país. A outra parte da iniciativa do presidente é a proibição da entrada nos EUA de pessoas de seis países de maioria muçulmana, Irã, Somália, Sudão, Síria, Iêmen e Líbia.

Donald Trump
Donald Trump quer vetar alguns imigrantes

Aumento da população mundial

Novas projeções demográficas da ONU mostram que a população mundial chegará a 8,6 bilhões até 2030, um aumento de 1 bilhão de pessoas em 13 anos. O crescimento populacional do Brasil está mais lento, já que está entre os 10 países que registraram menor fertilidade em relação ao nível de reposição entre 2010 e 2015.

Independência da Catalunha

O governo da região da Catalunha anunciou sua intenção de convocar, para o dia 1º de outubro, um referendo sobre a independência desse território espanhol de 7,5 milhões de habitantes.  O governo espanhol diz que essa consulta é ilegal por ser contrária à Constituição e deixou claro que adotará todas as medidas necessárias para impedi-la.

Atentados do Estado Islâmico

O Estado Islâmico assumiu uma série de atentados cometidos em diferentes continentes em junho. O mais grave deles aconteceu no dia 4, no centro de Londres, que deixou sete mortos e 48 feridos. No Irã, houve um ataque ao Parlamento e contra o mausoléu do aiatolá Ruhollah Khomeini. Também houve um atentado na Austrália.

Terrorista
Estado Islâmico continua fazendo vítimas pelo mundo

Islamofobia

Um homem usou um carro para atropelar fiéis muçulmanos perto de uma mesquita em Londres. Segundo testemunhas, o suspeito começou a gritar “vou matar todos os muçulmanos” antes de ser contido.

Brasil

PGR denuncia Temer

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o presidente Michel Temer ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de corrupção passiva. É a primeira vez na história que um presidente é denunciado por corrupção no exercício do seu mandato. O presidente Temer classificou a denúncia como ficção e cobrou provas. Temer também escolheu a subprocuradora Raquel Elias Ferreira Dodge para substituir o Rodrigo Janot.

Reforma trabalhista e greves

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, no dia 28 de junho, o relatório favorável à reforma trabalhista. Centrais sindicais e movimentos sociais convocaram para o dia 30 de junho uma nova greve geral em protesto contra a reforma trabalhista e da Previdência.

Suspensão da emissão de passaportes

A Polícia Federal suspendeu a emissão de novos passaportes. Segundo o órgão, o motivo é o orçamento insuficiente para as atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem. O Governo Federal iria usar dinheiro da Educação para regularizar a emissão de passaportes, mas recuou.

Passaporte
PF suspendeu a emissão de passaportes no final de junho

Crise no Rio de Janeiro

Reitores de universidades públicas do estado do Rio de Janeiro divulgaram um manifesto em que expõem a deterioração progressiva das condições mínimas de funcionamento das universidades. A crise na UERJ dobrou a evasão de alunos e diminuiu pela metade o número de inscritos no vestibular.

Cotas

Estudantes da Universidade de São Paulo (USP) favoráveis à adoção do sistema de cotas pedem que metade das vagas sejam reservadas para estudantes de escolas públicas. No Rio de Janeiro, uma comissão montada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE-RJ) vai avaliar a eficácia da Lei de Cotas, em vigor no estado há 15 anos. 

Três anos do PNE

Após três anos de vigência do Plano Nacional de Educação (PNE), apenas 20% das metas e estratégias que deveriam ter sido cumpridas até 2017 foram alcançadas total ou parcialmente. A evasão escolar no ensino médio chegou a 11% do total de alunos no período de 2014 a 2015. 

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola